Processo de treinamento e desenvolvimento

Estruturar um processo de treinamento e desenvolvimento é tarefa obrigatória de qualquer empresa que deseja melhorar seu desempenho e crescer economicamente. Treinamentos podem ser realizados de diversas maneiras visando diferentes resultados. Por isso, nesse post vamos te ensinar 7 tipos de treinamento que podem ser aplicados em 4 passos na sua organização. Vamos nessa? Siga lendo para aprender!

Nesse post você vai ver:

A importância do treinamento e desenvolvimento

Antes de falarmos sobre a aplicação de um processo de treinamento e desenvolvimento, precisamos deixar bem clara a sua importância. Seguem alguns dos principais benefícios à organização como um todo:

  • Aumento da produtividade: colaboradores bem treinados são capazes de realizar seus trabalhos com muito mais facilidade, com menor esforço e em menos tempo.
  • Redução de retrabalho: o retrabalho pode ser causador de grandes prejuízos em uma empresa. Quando os funcionários não estão devidamente capacitados, erros são mais frequentes e, muitas vezes, os trabalhos precisam ser refeitos ou ajustados pois foram realizados de forma incorreta.
  • Melhoria do clima organizacional: o processo de treinamento e desenvolvimento é excelente para melhorar o clima organizacional. Treinamentos de liderança, por exemplo, ajudam os gestores a liderar suas equipes de forma mais eficiente e menos conflituosa, assim como os treinamentos comportamentais ajudam os colaboradores a entenderem o tipo de comportamento que a empresa espera deles no ambiente de trabalho.

Como você já deve ter notado, existem vários tipos de treinamento que podem ser aplicados em uma organização. Selecionamos os 7 principais para que você conheça:

7 tipos de treinamento e desenvolvimento

1 – Treinamento comportamental

O treinamento comportamental serve para aperfeiçoar as atitudes dos colaboradores no ambiente de trabalho. Gostaríamos de deixar claro que o objetivo não é padronizar os pensamentos dos profissionais, mas disseminar os valores da organização. Esse tipo de treinamento ajuda a resolver problemas como falta de comunicação entre os funcionários, absenteísmo, conflitos frequentes, clima organizacional ruim, etc.

Entre os treinamentos comportamentais, podemos citar aulas de gestão de tempo, ética no ambiente de trabalho, inovação e criatividade, etc.

Temos um post inteiramente dedicado a esse assunto. Não deixe de ler para saber tudo sobre treinamento comportamental.

2 – Treinamento motivacional

O treinamento motivacional serve para aumentar o engajamento emocional e o interesse dos colaboradores no trabalho que realizam na organização. Isso inclui palestras motivacionais, dinâmicas, feedbacks, convenções, coaching, etc.

Leia também  10+ dicas de treinamento para vendas para você garantir a motivação e o alinhamento entre os vendedores

Esses treinamentos ajudam os profissionais a se sentirem valorizados e entenderem que seu trabalho é importante para a empresa. Vale lembrar que esses treinamentos também devem aplicados para líderes e gestores da empresa, pois a desmotivação não é um problema restrito aos níveis operacionais.

Leia nosso post completo sobre treinamento motivacional para saber mais sobre esse assunto.

3 – Treinamento técnico

O Treinamento técnico é focado no desenvolvimento de competências técnicas, ou seja, habilidades necessárias para que as atividades do colaborador sejam desempenhadas corretamente. Quando um vendedor aprende a usar um software de gestão de clientes, por exemplo, trata-se de um treinamento técnico.

Também temos um post inteiramente dedicado aos treinamentos técnicos. Não deixe de ler se quiser saber mais sobre esse assunto!

4 – Treinamento de liderança

Treinamentos de liderança têm o objetivo de desenvolver os conhecimentos, habilidades e atitudes de bons líderes. Um líder despreparado pode prejudicar a performance de toda a equipe. Para evitar esse cenário surgem os treinamentos de liderança.

Gestores precisam saber se relacionar com suas equipes, dar bons exemplos e saber organizar os processos.

Saiba mais sobre o treinamento de liderança no nosso post completo sobre o assunto.

5 – Treinamento de integração

O treinamento de integração tem o objetivo de preparar os novos colaboradores para iniciarem o trabalho na empresa. Normalmente chamado apenas de integração, esse tipo de treinamento deve ser o primeiro degrau para a adaptação de um novo profissional na organização.

Além de mostrar aos funcionários a forma correta de desempenhar suas futuras atividades, é importante criar um momento de inclusão que o ajude a se adaptar de forma mais ampla.

Temos um post inteiro sobre treinamento de integração. Leia para saber mais sobre esse tipo de treinamento.

6 – Treinamento de equipe

O treinamento de equipe tem como objetivo a evolução de todo um time no que diz respeito às habilidades, conhecimentos e capacidade de trabalho conjunto. O treinamento de equipe pode incluir os demais tipos de treinamento, mas com o foco específico nas necessidades de um time.

Os treinamentos de equipe podem ser técnicos, comportamentais, motivacionais, etc.

Se quiser saber mais sobre esse tipo de treinamento, leia nosso post sobre treinamento de equipe.

Leia também  8 melhores técnicas de treinamento para colocar em prática já!

7 – Treinamento corporativo

O treinamento corporativo é uma prática para desenvolver habilidades dos colaboradores para melhorar a execução dos processos da empresa. Podemos afirmar que o treinamento corporativo é como se fosse um guarda-chuva que abrange os outros tipos de treinamento.

Sendo assim, quando nos referimos a uma empresa que investe em treinamento corporativo, estamos falando que ela identifica as necessidades de treinamento e investe no tipo que a organização precisa, sejam treinamentos comportamentais, técnicos, motivacionais, etc.

Saiba mais sobre no nosso post sobre treinamento corporativo.E-book Como implantar práticas de treinamento e desenvolvimento na sua organização

Agora que você sabe os tipos de treinamento, que tal entender como iniciar um processo de treinamento e desenvolvimento na sua empresa em apenas 4 passos? Siga lendo, pois vamos ensinar!

4 passos para iniciar um processo de treinamento e desenvolvimento:

Um programa de T&D pode ser estruturado em 4 passos que devem ser realizados de forma cíclica, isto é, devem ser repetidos conforme novos treinamentos forem aplicados. Esses passos são os seguintes:

1 – Diagnóstico

O primeiro passo para iniciar um processo de treinamento e desenvolvimento é o diagnóstico. É necessário entender quais são as necessidades de treinamento dentro da organização, ou seja, as habilidades que precisam ser melhoradas. Tentar aplicar treinamentos sem saber o que de fato precisa ser treinado é um erro grave.

Há várias formas de fazer isso. O mais indicado é que você faça um LNT (levantamento das necessidades de treinamento). Um LNT é um levantamento para descobrir pontos a serem melhorados nas competências dos colaboradores e, com base nas informações descobertas, criar um plano de treinamento e desenvolvimento que aborde os temas certos e ensine o necessário.

2 – Planejamento

A etapa de planejamento é a hora de pensar em como realizar os treinamentos de acordo com as necessidades identificadas. Por exemplo: se foi identificada dificuldade dos colaboradores em utilizar o software de gerenciamento de projetos, o ideal é pensar em um treinamento técnico que os ensine a utilizá-lo.

O planejamento também inclui a definição do formato, da duração e do orçamento que será alocado para o treinamento. Algumas questões a serem respondidas são:

  • O treinamento será presencial ou a distância? Ou uma mistura dos dois?
  • O treinamento será conduzido por alguém da empresa ou será contratado um consultor externo?
  • Qual será o formato do treinamento? (curso, palestra, workshop, etc.)

Calculadora de orçamento de T&D

3 – Execução

A execução é o momento de colocar em prática tudo o que foi planejado; hora de colocar a mão na massa! Tudo bem se certas partes do treinamento não ocorrerem como planejado, isso pode acontecer. Entretanto, é sempre importante acompanhar a evolução de treinamento e ir ajustando problemas e pontas soltas.

Leia também  Como estruturar Treinamento de Liderança na sua empresa

4 – Avaliação

De nada adianta aplicar os treinamentos se você não mensurar os resultados depois. É preciso saber se o que foi proposto surtiu os efeitos desejados e, para isso, há diversos métodos de avaliação. Alguns exemplos que podem ser citados são:

  • Avaliação de reação
  • Avaliações de aprendizado
  • Opinião dos gestores
  • Calculo do retorno sobre investimento (ROI)
  • Outros

Processo de treinamento e desenvolvimento EAD

Treinamentos EAD

As dificuldades na aplicação de treinamentos podem assustar alguns gerentes. Alocação de espaço físico, equipamentos de som, deslocamentos, horários e outras questões afins são problemas reais e que devem ser levados em conta na hora de criar um processo de treinamento e desenvolvimento. Para driblar esse problema, a maioria das empresas têm investido no ensino EAD.

O ensino EAD ocorre de forma oposta ao treinamento presencial: os colaboradores podem assistir aos treinamentos do seu próprio posto de trabalho no momento em que sua agenda permitir, sem a necessidade de deslocamento e horários fixos.

Treinamentos EAD também dispensam a necessidade e alocar espaços físicos, equipamentos de som, etc. Além disso, não é necessário repetir treinamentos, pois eles podem ser acessados a qualquer momento por novos colaboradores ou por colaboradores antigos que queiram reforçar seus aprendizados.

Tudo isso também é benéfico para empresas que possuem filiais espalhadas geograficamente. Um treinamento EAD pode ser acessado por qualquer colaborador de qualquer filial, seja ela no Brasil ou fora dele.

Em 2018, 89% das empresas com universidade corporativa adotavam o ensino EAD; as informações são da 4ª Pesquisa Nacional sobre Práticas e Resultados da Educação Corporativa. Se você quer saber mais sobre essa modalidade de ensino que tem revolucionado os treinamentos empresariais, o nosso post completo sobre treinamento EAD é obrigatório. Boa leitura!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *