Programa de liderança: entenda o que é e como aplicar com 3 passos simples

Receba nossas novidades
Newsletter
Programa de liderança

Se você trabalha com RH, sabe o quão difícil é fazer contratações em mercados que carecem de profissionais qualificados. Contratar um líder para uma equipe, por exemplo, pode ser uma missão bem difícil. Uma forma simples de driblar esse problema é capacitar internamente ao invés de tentar contratar profissionais já capacitados, e nesse sentido, ter um programa de liderança ajuda a formar líderes altamente capacitados no contexto da sua empresa, além de melhorar as habilidades daqueles que já estão em posição de liderança.

Nesse post, vamos te explicar o quão importante é realizar continuamente esse desenvolvimento de líderes e como aplicá-lo na sua organização.

Se preferir, escolha o tópico que mais lhe interessa no menu abaixo:

  • O que é programa de liderança
  • Por que fazer programas de liderança
  • Programa de liderança e a pandemia
  • Como implantar um programa de liderança
  • Dicas para melhorar seu programa de liderança
  • O que é programa de liderança?

    Um programa de liderança é um conjunto de treinamentos que visa desenvolver os colaboradores que são ou se tornarão líderes, para que tenham competências interpessoais e técnicas próprias para guiar uma equipe de trabalho.

    Os requisitos desejáveis para liderar são vários, como: alta capacidade técnica, boa comunicação, saber delegar atividades e muitos outros. Se quiser conhecer as competências mais importantes de um líder, leia nosso post Como estruturar Treinamento de Liderança na sua empresa.

    Esses requisitos não existem à toa, eles são a base para que o líder consiga conduzir a equipe até seus objetivos, de forma eficiente, colaborativa e visando a melhoria contínua.

    Um programa de liderança contribui para o sucesso da organização em diversos aspectos, se quer saber quais são eles, continue a leitura!

    E-book Como implantar práticas de treinamento e desenvolvimento na sua organização

    Por que estruturar programas de liderança?

    Mudanças rápidas nas organizações

    Segundo a teoria do desenvolvimento organizacional, as empresas estão sujeitas à influência de fatores externos e internos e, se não conseguirem se adaptar às mudanças nesses dois ambientes, perderão competitividade.

    No fator externo podemos mencionar as crises sanitárias, como a pandemia do novo coronavírus, econômicas, novas tendências de mercado etc. Essas situações podem impactar negativamente a organização se ela não estiver preparada para lidar com elas.

    Mas, afinal, como se preparar?

    A resposta é simples: com desenvolvimento. Treinar e desenvolver continuamente os colaboradores, e nesse caso, líderes, os mantêm atualizados no mercado e aumenta sua capacidade de trazer inovações e soluções criativas para os momentos de crise. Dessa forma, a empresa toda ganha em termos de competitividade.

    Redução do turnover

    Segundo uma pesquisa feita em 2019 pela consultoria de recrutamento Michael Page, realizada com candidatos a vagas de emprego, os colaboradores não se demitem da empresa, mas do seu chefe. Ou seja, as pessoas saem de seus empregos porque acreditam que seus chefes não têm um desempenho adequado para o cargo. Isso mostra que líderes despreparados falham em diversas áreas envolvendo os colaboradores.

    Comunicação ineficiente, erros na delegação de tarefas e não saber dar feedbacks, por exemplo, são áreas nas quais a liderança pode falhar se não tiver o treinamento adequado para a função.

    Consequentemente, a equipe vai sentir negativamente os impactos dessa falta de competências e não verá bons motivos para continuar trabalhando na organização, o que aumenta o turnover, ou seja, a taxa de rotatividade.

    Em contraponto a esse cenário, com o devido Treinamento e Desenvolvimento, os líderes têm mais habilidade para desempenhar sua função e melhoram diversos aspectos da lida com o time.

    Dessa forma, o ambiente se torna mais saudável para que os membros do time se desenvolverem, o que significa aproveitar melhor as habilidades de cada um, evitar perda de bons profissionais e gastos com contratação de novos.

    Calculadora de Turnover cta

    Capacitação dos líderes

    Um programa de liderança serve para capacitar os líderes em competências específicas, para que façam seu trabalho da melhor forma. Assim, esse líder estará preparado para conduzir a equipe e trabalhar em conjunto com ela para que todos cheguem ao objetivo que foi traçado. Em menor escala, os objetivos da equipe serão atingidos com excelência e em maior escala, contribuem para os objetivos estratégicos da organização a longo prazo.

    Além disso, ao desenvolver as competências do líder, a empresa contribui com as expectativas pessoais desse colaborador, com seu plano de desenvolvimento individual, tornando-o muito mais apto para ocupar novas posições dentro da organização.

    Engajamento dos colaboradores

    Melhorar o engajamento dos colaboradores também é um mérito do programa de liderança. Isso ocorre porque os funcionários ficam muito mais satisfeitos quando têm bons líderes. O programa de liderança melhora diretamente o comportamento dos líderes e assim, melhora o clima organizacional, fazendo os indivíduos se sentirem confortáveis no ambiente de trabalho.

    Além disso, os colaboradores percebem que a organização se importa com a qualidade do trabalho que está sendo feito, e tem a cultura de fornecer condições para que os colaboradores se aprimorem continuamente.

    Até aqui, você entendeu a importância do programa de liderança, mas para ficar mais claro como isso se mostra no dia a dia, vamos dar um exemplo mais recente de como o desenvolvimento de líderes é vantajoso. Confira:

    Programa de liderança e o home office

    A pandemia do covid-19 gerou uma série de transformações no meio empresarial e forçou as equipes a se adaptarem a novas configurações de trabalho. Por isso, é um exemplo prático do porquê as empresas devem se preocupar com o contínuo desenvolvimento da liderança.

    O home office se tornou o novo modelo de trabalho e, ao que tudo indica, veio para ficar. Segundo uma pesquisa feita pela FGV em 2020, 30% das empresas brasileiras manterão o home office após a pandemia. Isso indica uma mudança estrutural nas organizações, a qual os gestores tiveram e terão que se adaptar.

    No que se refere às equipes, elas tiveram que amadurecer mais rapidamente, uma vez que os líderes não podem instruir e monitorar os liderados de forma rápida e acessível como no trabalho presencial, o que os força a desenvolver o time para que sejam capazes de ter autonomia e produzir suas atividades com qualidade e a distância. Com o trabalho remoto, os líderes precisam se desenvolver para serem capazes de liderar equipes a distância.

    Se você entendeu que um programa de liderança é essencial, agora deve estar se perguntando como aplicar. Nos próximos tópicos, vamos te ensinar a montar um Programa de liderança em 3 passos e dar dicas de como melhorar esses treinamentos. Vamos lá?

    Como implantar um programa de liderança?

    1) Necessidade e planejamento

    Primeiro, é preciso levantar as necessidades de treinamento, ou seja, entender quais competências precisam ser desenvolvidas nos líderes da sua empresa. Em geral, líderes precisam ter:

    • Inteligência emocional;
    • Ética;
    • Capacidade de motivar as pessoas;
    • Capacidade de comunicação;
    • Saber dar e receber feedbacks;
    • Organização;
    • Entre outras habilidades.

    Você também pode descobrir os gaps de competência dos líderes da sua empresa a partir de pesquisas rápidas e feedbacks dos colaboradores.

    Em seguida, é necessário montar um planejamento dos treinamentos, com espaço para feedbacks após cada etapa, de forma que esse desenvolvimento seja feito de forma colaborativa com líderes e os times.

    2) Aplicação

    Nessa etapa, é preciso deixar claro para o futuro líder o que se espera dele com o programa. Para isso, uma boa opção é montar um Plano de Desenvolvimento Individual, indicando as competências que ele precisa desenvolver e como isso pode acrescentar em sua carreira dentro da organização.

    Feito isso, ocorre a aplicação propriamente dita do programa de liderança. Ela pode ser feita através de diversos meios, como workshops, treinamentos presenciais ou a distância, em uma plataforma de cursos online. Para isso, você deve considerar a modalidade de aprendizagem que o líder mais se identifica, e a viabilidade financeira do projeto.

    3) Mensuração

    Com o programa de liderança concluído, é preciso mensurar os resultados obtidos. Algumas maneiras de fazer isso são:

    • Avaliação das entregas de trabalho da equipe;
    • Formulários de satisfação;
    • Testes para avaliar o desempenho do líder no treinamento
    • Taxa de turnover.

    Esses passos te ajudam a montar um bom programa de liderança, mas existem algumas atitudes que fazem toda a diferença no treinamento de líderes e que potencializam seus resultados. Vamos ver quais são:

    Dicas para melhorar seu programa de liderança

    1) Plataforma EAD

    Uma plataforma EAD para treinar os colaboradores é uma ótima opção para agilizar o programa de liderança. Por meio de uma plataforma online, a empresa pode proporcionar pequenos cursos e treinamentos para os futuros líderes, aliás, não apenas para eles, mas para todos os setores em diversas áreas.

    Os benefícios de uma plataforma para treinar pessoas são muitos:

    • Independem de local e horário específicos para a realização do treinamento, diferentemente de treinamentos presenciais como palestras e workshops;
    • Respeitam o ritmo e a forma de aprendizado da pessoa, pois há a possibilidade de “upar” vídeos, trechos de livros, exercícios para que ela escolha a forma de aprender que mais se identifica.

    2) Atenção aos feedbacks dos liderados

    É importante que se tenha uma prática regular de feedback dos colaboradores em relação aos seus líderes, ao trabalho e ao clima da empresa. Esses feedbacks constantes servem para analisar as necessidades de treinamento dos líderes, como o comportamento atual está afetando o trabalho da equipe e assim por diante.

    Essas percepções funcionam tanto como medidor de resultado do programa de liderança como também um pontapé inicial para novos treinamentos, então fique atento a isso!

    3) Ensinar sucessores

    Imagine que um colaborador faz muito bem o seu trabalho, então ele é promovido a líder. A empresa investe nele com treinamentos e oportunidades e ele de fato dá retorno para a organização, mas depois de um tempo ele pede demissão. E aí, como fica?

    Se você não tiver investido em sucessores para esse líder, tudo o que foi aplicado nesse profissional se perdeu, e então a organização precisará começar esse trabalho do zero novamente.

    Por isso, prepare o líder para estar atento as habilidades dos membros de sua equipe e para  investir no desenvolvimento deles continuamente.

    Agora que você já sabe como por em prática o programa de liderança, vem a parte mais trabalhosa: engajar os colaboradores que estão sendo treinados. Afinal, muitas empresas oferecem treinamentos que acabam esquecidos “no fundo da gaveta” e não engajam os colaboradores.

    Há um jeito muito fácil de evitar isso: basta assistir ao nosso webinar “Engajamento de colaboradores: como promover ações para aumentar resultados de treinamentos”. Nele, ensinamos em detalhes como manter os colaboradores engajados nos treinamentos. Assista agora clicando no banner abaixo!

    CTA-engajamento-de-colaboradores

    Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Comentários
    Show Buttons
    Hide Buttons