Promoção vertical

Colaboradores querem evoluir como profissionais e crescer em suas carreiras. Assim, empresas que não incentivam e promovem esse crescimento, além de ter baixo rendimento, acabam com um alto índice de rotatividade. Para evitar que isso aconteça, o modelo de promoção vertical ajuda a gestão da empresa a planejar os planos de carreira da equipe em harmonia com seus membros, o que melhora o desempenho geral.

Você precisa implantar ações que incentivem a promoção e não sabe como começar? Então continue conosco, pois vamos explicar o que é promoção vertical, como ela funciona e o que pode ser feito para que os colaboradores evoluam na empresa!

O que é promoção vertical?

É um modo de promoção que foca na evolução do nível hierárquico de um colaborador em determinada área, ou seja, promovendo-o para o cargo diretamente superior.

Para ficar mais fácil de entender, podemos pensar na promoção vertical como uma escada: um colaborador que gosta da área em que trabalha e quer permanecer nela será focado em ser promovido de cargo a cargo até chegar no auge da carreira. Como um vendedor, por exemplo, que almeja chegar ao posto de gerente de vendas.

Ao contrário da promoção horizontal, a vertical foca em uma área específica e no crescimento do funcionário. Por depender muito da ambição do colaborador, é importante que o setor de RH fique atento às vontades de sua equipe e trabalhe em harmonia com elas.

Mas espera, o que é promoção horizontal? Como o próprio nome sugere, é o oposto de promoção vertical, no entanto muitas pessoas as confundem. Continue lendo, que vamos te explicar as particularidades e diferenças de cada uma!

Promoção vertical e promoção horizontal

Um modelo de promoção horizontal envolve vários setores de uma empresa, pois o colaborador ocupa cargos diferentes, porém de mesmo nível hierárquico. Um gerente de vendas, por exemplo, pode ser promovido a gerente de RH se apresentar os requisitos necessários. Ou seja, ao contrário da promoção vertical, que progride para cima na hierarquia empresarial, esta progride para os lados.

Esse tipo de promoção é bom para os colaboradores que querem adquirir conhecimento em diferentes áreas de atuação, porém pode desagradar aqueles que almejam evoluir na área em que trabalham. Ambos os tipos de promoção agregam valor ao colaborador e evoluem suas competências, porém cada um possui um foco na progressão curricular.

Leia também  EVP (Employee Value Proposition): aprenda a reter talentos e atrair os melhores profissionais do mercado!

Para entender melhor, podemos imaginar a hierarquia da empresa como uma pirâmide:Promoção vertical vs promoção horizontalAgora você sabe como funciona o modelo de promoção vertical e suas particularidades. Mas, vale a pena aplicá-lo na sua empresa? Como cada tipo de promoção atende a um tipo de empresa e colaborador específico, é necessário um período de análise para entender qual é o melhor para a sua! Para ajudar, separamos as principais vantagens e desvantagens da promoção vertical:

Vantagens e desvantagens da promoção vertical

Vantagens

Um dos principais benefícios trazidos com a implantação de carreiras verticais é o aumento da retenção de talentos. Isso ocorre porque ao passo que os colaboradores crescem na área, se sentem valorizados e assim se esforçam mais para continuar crescendo. Os gestores da empresa podem tirar proveito disso e, por meio de avaliações de desempenho, identificar em qual área cada colaborador se destaca e desenvolver suas competências com base nessas definições.

Além da motivação dos colaboradores, a empresa acaba economizando com recrutamentos, já que não é necessária uma nova contratação para cada novo cargo disponível, pois um funcionário com interesse pode preenchê-la. A partir do momento em que os colaboradores estão mais motivados, os treinamentos rendem mais, já que eles aproveitam a oportunidade para adquirir conhecimento e, consequentemente, aplicam o que foi ensinado mais rapidamente.

Desvantagens

Apesar de seus benefícios, as promoções verticais impedem que os colaboradores desenvolvam competências diferentes e adquiram conhecimento de outras áreas, já que seu foco é crescer uma área específica. Isso pode acabar criando colaboradores sem um olhar amplo em relação à empresa.

Por isso, a empresa precisa estar atenda aos interesses dos colaboradores e saber equilibrar seu foco em relação às competências e áreas de atuação. Ou seja, ao passo que incentiva a evolução em uma única área, a organização também pode aplicar campanhas que integrem áreas e façam com que os colaboradores interajam com outras áreas de atuação. Uma delas é job rotation, um estilo de capacitação onde os funcionários trocam de cargo com seus colegas por um período de tempo.

Leia também  5 dicas de ouro para melhorar a experiência do colaborador

Após entender os prós e contras das promoções verticais, é necessário entender como esse modelo se concretiza na empresa, ou seja, como fazer com que a movimentação na organização aumente. Continue lendo!

Como incentivar promoções?

Você pode imaginar que promoções não acontecem do nada, não é mesmo? E por isso, os gestores de uma empresa não podem apenas esperar que seus colaboradores evoluam sozinhos, assim como os colaboradores não devem estagnar em suas funções e esperar que sejam promovidos magicamente. Ambas as partes precisam tomar atitudes que levem a uma promoção, mudando desde a cultura organizacional até o planejamento dos treinamentos.

Para que tanto os colaboradores quanto seus gestores saibam quais atitudes e ações devem tomar, mencionamos abaixo algumas delas! Confira:

Da parte da empresa

A gestão empresarial pode aumentar as promoções verticais por meio de programas que incentivem os colaboradores a melhorarem, como planos de desenvolvimento individuais (PDIs), que fazem o funcionário pensar na sua carreira e criar ambições para o futuro. Assim, passam a trabalhar com um foco, o que aumenta seu rendimento.

Além disso, é importante que a empresa viabilize a evolução de seus funcionários oferecendo programas de treinamento, para que sua performance sempre seja a melhor possível. Essa prática tem mais efeito se os treinamentos forem baseados no plano de carreira do colaborador, pois desse modo ele desenvolve as competências necessárias para conseguir a promoção que deseja.

Da parte dos colaboradores

Para ser promovido, um colaborador precisa provar que está apto a ocupar um cargo superior ao seu atual. Desse modo, precisa estar sempre aprendendo, seja desenvolvendo competências comportamentais (soft skills) valorizadas pela empresa ou se especializando na área em que atua. De todo modo, o funcionário não pode ficar estagnado, pois seus gestores podem entender que ele não tem ambição ou não tem o que agregar à organização.E-book gestão por competências

Junto com isso, os colaboradores devem ser engajados com a empresa, ou seja, participar do cotidiano da empresa além de suas obrigações. Isso porque funcionários engajados com a empresa prezam pelo seu bem-estar e desempenho, e trabalham mais para entregar bons resultados e contribuir para o rendimento geral.

Leia também  Entrevista de desligamento: as principais perguntas e dicas para fazer do jeito certo!

E quando os colaboradores conseguem a promoção que desejavam? Tanto gestor e funcionário não costumam planejar as ações “pós-promoção”, o que acaba afetando seu rendimento. Por isso, vamos responder à pergunta que não quer calar:

E depois da promoção?

Um erro comumente cometido tanto pela gestão da empresa como por seus colaboradores é achar que após atingir um objetivo, os esforços devem acabar. Assim, quando um funcionário consegue o cargo que desejava, pode acabar estagnado de novo, sem se desenvolver mais. Ou então, ele pode não se adaptar às novas funções do cargo e afetar o desempenho da empresa.

Para que isso não aconteça, seus gestores podem aplicar treinamentos que o habituem às novas funções e ao novo ambiente de trabalho. Depois desse período de adaptação, quando o colaborador começar a produzir em um ritmo constante, é recomendável aplicar uma avaliação de desempenho para comprovar que o treinamento surtiu efeito e o funcionário está entregando bons resultados, de acordo com as expectativas.

Percebe como mencionamos a aplicação de treinamentos e sua importância ao possibilitar promoções? Nesse cenário, é importante que haja um programa de treinamentos constante e completamente dedicado ao futuro da empresa. A implantação de uma universidade corporativa, uma espécie de instituição de ensino interna, é ideal para o caso, já que foca no crescimento dentro da empresa e desenvolve treinamentos que se aplicam ao modo de trabalho usado. Interessado? Então confira nosso guia completo das universidades corporativas!

Universidade Corporativa: o Guia Completo

Baixar material rico - Topo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *