Onboarding digital: tudo sobre integrar colaboradores remotamente

Receba nossas novidades
Newsletter
Onboarding Digital

Integrar novos colaboradores dentro da empresa, adaptá-los à cultura organizacional e garantir um treinamento eficaz é um desafio presente na vida de toda equipe de RH. E com todas as mudanças organizacionais causadas pela adaptação ao home office, a integração dos novos colaboradores precisou se adaptar também. Portanto, o onboarding digital chegou para ficar, e não há quem possa dizer o contrário.

Transmitir os valores presentes na cultura organizacional, alinhar as expectativas, cumprir períodos de aprendizagem e integrar o novo colaborador na equipe são as principais partes em uma integração. Por isso, preparamos um texto completo que vai te ajudar a ter sucesso em todas as partes do onboarding digital.

O que é onboarding digital?

O onboarding pode ser definido como a primeira etapa de um novo colaborador na empresa. É o processo de conhecer a história, os valores, os métodos e as expectativas da organização. É importante também que o colaborador conheça a rotina, se ambiente à nova equipe e seja familiarizado com o ambiente.

Indo além, o onboarding é fundamental na hora de mensurar o tempo que o novo colaborador levará para atingir seu máximo potencial na empresa.

É importante destacar que não existe um tempo específico de início e fim do onboarding, pois isso depende de diversos fatores organizacionais, como:

  • Tamanho da empresa.
  • Função do novo colaborador.
  • Métodos específicos da empresa.

Como hoje em dia o onboarding presencial se tornou impraticável por conta do home office, as empresas precisaram se adaptar para torná-lo digital. Com isso, o uso de recursos como plataformas EAD e vídeos chamada se tornou indispensável para integrar um novo colaborador.

Mas, por que fazer um bom onboarding digital?

Qual a importância de um bom onboarding digital?

Um onboarding estruturado agrega vantagens imprescindíveis, tanto para o colaborador quanto para a empresa. Vamos ver quais são?

Colaboradores mais engajados

Quando o onboarding é bem feito, o índice de motivação dos funcionários fica muito alto. E esse é o momento para aproveitar e cativá-los dentro dos propósitos e metas da organização. Com isso, o engajamento dos colaboradores fica maior e, consequentemente, gera mais produtividade e eficiência em cada atividade desenvolvida.

Capacitação para a função

Um bom onboarding não diz respeito apenas à inserção do novo colaborador no ambiente geral da empresa, mas também nos métodos específicos de cada área de atuação. Por mais que o novo colaborador já tenha experiência no cargo que vai ocupar, é importante ter uma cultura organizacional que o insira dentro dos moldes de trabalho da empresa. Isso torna o trabalho mais objetivo e alinhado com as metas da organização.

Menor rotatividade

Dedicar tempo e esforço para apresentar sua cultura, missão e valores é plantar uma semente que dará bons frutos no futuro. Acolher os novos colaboradores com uma boa recepção os dá a sensação de pertencimento e valor para a empresa, tornando o ambiente de trabalho mais leve e aumentando o engajamento no trabalho. Consequentemente, o turnover é reduzido, o que é ótimo, tanto para a empresa quanto para o colaborador.

Calculadora de Turnover cta

Socialização dos novos colaboradores

Com um onboarding excepcional, a socialização entre os colaboradores – sejam da mesma equipe ou não – se torna muito mais direta e eficiente. Afinal, a integração tem o papel de inserir e familiarizar o novo colaborador, tornando-o parte fundamental para a equipe a qual será inserido.

É importante destacar que cada colaborador levará o seu próprio tempo para conhecer os processos da empresa. Alguns mais rapidamente, outros com mais calma, e isso não é problema! Com um onboarding bem estruturado, é possível medir o tempo de cada profissional e ir implementando novas atividades aos poucos. 

Você sabe exatamente quanto custa para a sua empresa integrar um novo colaborador às suas funções? Veja a calculadora de integração que fizemos especialmente para você!

CTA-calculadora-integraçao

Agora que você já conheceu as vantagens e motivos para fazer um onboarding, vamos entender como fazê-lo digitalmente!

Como fazer um onboarding digital

Depois de entender o conceito do onboarding, é importante saber as maneiras de aplicá-lo na sua empresa de forma efetiva. Vamos conferir!

1 – Escolha a sua plataforma EAD

As plataformas EAD são softwares projetados para realizar cursos e treinamentos virtuais. Elas integram uma série de recursos específicos para o ambiente corporativo, que podem servir tanto para o onboarding digital, quanto para outros fins empresariais. Portanto, utilizar uma plataforma EAD na integração é indispensável!

Plataformas EAD permitem que você otimize o onboarding digital por meio de:

Avaliações de compreensão

Aplicar testes se torna muito mais simples quando se utiliza uma plataforma EAD. Não é necessário fazer nada manual, pois a própria plataforma exibe os resultados após o colaborador concluir os treinamentos.

Controle de desempenho

Em uma plataforma EAD, o controle de desempenho dos colaboradores no treinamento de integração é facilmente visível e controlável. É possível saber quem está fazendo, a porcentagem de fases concluídas, o desempenho em cada delas e muito mais.

Controle dos treinamentos

Com base no desempenho de cada colaborador, é possível observar os gráficos de desempenho em cada atividade específica, como a quantidade de colaboradores que já realizaram o treinamento de integração, a porcentagem de acerto em cada etapa, quantos certificados já foram emitidos etc.

Gamificação

gamificação ajuda a manter os colaboradores engajados e os incentiva a realizar os treinamentos, pois inclui elementos de jogos dentro da aplicação, como a atribuição de missões, ranking de colaboradores, trabalhos em equipe etc.

Jogos corporativos webinar cta

Viu como uma plataforma EAD pode ser útil? Em conjunto com as próximas dicas, o seu onboarding vai ser infalível. Siga lendo para saber os próximos passos:

2 – Engajar por e-mail

Explicar o processo de integração por e-mail é uma boa pedida para novos colaboradores. Assim, os recém-chegados saberão como funcionará as dinâmicas e poderão se preparar para todo o onboarding. É importante prestar atenção nos seguintes pontos a serem escritos no e-mail:

  • Envie uma mensagem amigável, afinal todos gostamos de uma boa receptividade!
  • Seja objetivo, dê informações concretas e explique detalhadamente o passo a passo do onboarding.
  • Crie títulos chamativos para prender a atenção do novo colaborador, faça ele se interessar pela recepção!

É interessante enviar vídeos que exemplifiquem a vivência e a cultura da empresa.

3 – Fazer chamadas de vídeo

As vídeo chamadas tomaram o lugar das reuniões presenciais, e elas são extremamente úteis no onboarding digital. Além de também possibilitar o contato visual, as calls permitem que os novos colaboradores tenham contato com os mais antigos, possibilitando um maior aprendizado sobre o local e cultura de trabalho.

4 – Montar um cronograma

É sempre bom reforçar que não existe um tempo mínimo ou máximo para o onboarding acontecer, porém é indispensável que um cronograma seja montado para que ambas as partes fiquem alinhadas. Informações como o caminho de aprendizado que precisa ser trilhado, em quais dias irá acontecer e qual o tempo previsto são cruciais para que os dois lados fiquem satisfeitos.

5 – Determinar os indicadores de qualidade

Os indicadores de qualidade servem para acompanhar e medir o desempenho dos colaboradores, de um projeto ou então da própria organização como um todo.

No onboarding digital, os indicadores podem auxiliar como um teste final para avaliar se a integração ocorreu, ou não, da melhor maneira possível. É interessante propor uma dinâmica ao final do processo para mensurar o quanto o novo colaborador captou, pois isso torna mais fácil a percepção do que foi bem explicado e do que talvez possa ter sido menos compreensível. Assim, os treinamentos futuros e habilidades que possam ser desenvolvidas se tornam mais fáceis de serem planejadas.   

6 – Documentar o processo

Documentar o processo de onboarding é importantíssimo para que a empresa se adeque e evolua nos treinamentos e capacitações de novos colaboradores. Afinal, com a documentação, a empresa tem noção das partes positivas e negativas de todo onboarding que já foi feito, servindo para modificar e aprimorar o que for necessário.

7 – Receber feedbacks

Estar sempre aberto a feedbacks após o onboarding é essencial para avaliar e melhorar o seu processo de integração. Eles podem ser feitos de forma nominal ou anônima, através de NPS, possibilitando medir a satisfação e o nível de aprendizado do novo colaborador durante o processo. É importante deixar claro que as informações ficam exclusivamente dentro do setor de RH.

O onboarding é o momento ideal para deixar em evidência as qualidades da empresa e acolher o novo colaborador como “membro da família”. Deve ser um período mais descontraído, mas sem perder o foco, no qual todas as dúvidas devem ser tiradas.

Gostou das dicas? Baixe nossa kit para processo de integração de colaborador e comece a utilizar agora mesmo junto com seu treinamento de integração.

KIT Integração novos colaboradores

Agora que você já sabe como fazer um onboarding digital excepcional, vamos te mostrar os 5 erros que não podem ser cometidos de jeito nenhum!

5 erros que não podem ser cometidos durante o onboarding digital

Para que o onboarding digital ocorra da melhor maneira possível, existem 5 erros que não podem passar despercebidos! Vamos ver quais são?

1. Passar todas as informações no primeiro dia

Encher o novo colaborador de informações logo no primeiro dia é a pior coisa a se fazer. Além de ser pouco efetivo, pode deixá-lo desmotivado, pois a chance de captar e absorver tudo é mínima.

O ideal é seguir o planejamento com calma, dividindo as etapas em vários dias, dando tempo ao novo colaborador.

2. Não avisar a equipe sobre a nova chegada

Preparar a equipe que irá receber um novo integrante é o primeiro passo para começar o onboarding. Quando isso não acontece, aumentam as chances de a integração ser ruim e deslocada, pois o novo colaborador fica sem uma referência em sua área.

Isso afeta também a própria equipe, pois pode passar uma imagem de desorganização e descomprometimento da organização.  

3. Exigir entregas logo no primeiro dia

Por mais que pareça óbvio, ainda existe muita empresa que começa a cobrar tarefas e entregas dos novos colaboradores já no primeiro dia. Não faça isso! Todos precisam passar pelo tempo necessário de adaptação, tanto para conhecer a empresa quanto para se familiarizar com a equipe.

Mesmo que se trate de um profissional com experiência na área, é importante dar tempo para a adaptação da nova rotina e ambiente.

4. Ignorar os feedbacks

Ignorar os feedbacks é um dos piores erros a se cometer no pós-onboarding. Como o onboarding é um processo feito sempre que entra um colaborador novo, aprimorá-lo e torná-lo mais efetivo é crucial para o sucesso da empresa. Logo, é importantíssimo ouvir das novas pessoas como foi o processo de integração e ficar atento no que se pode melhorar.

5. Não apresentar todos os setores da empresa

Uma empresa é feita de vários setores que compõe a organização em um geral, então por que apresentar apenas a equipe a qual o novo colaborador irá trabalhar? Apresente todos os setores e explique qual a função de cada um dentro da organização. Isso dará ao novo colaborador uma visão geral da companhia, contribuindo para que ele tenha uma visão ampla da empresa.

E aí, gostou das nossas dicas de como fazer e do que não fazer em um onboarding digital? Pode parecer difícil se adaptar a esse método, mas podemos te garantir que ele é eficiente e prático! Quer saber como acelerar e engajar mais ainda os novos colaboradores? Então assista ao nosso webinar gratuito para tornar o seu onboarding digital perfeito!

webinar-onboarding-de-colaboradores

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários
Show Buttons
Hide Buttons