A alta rotatividade de colaboradores (turnover) é sinal de prejuízo: perde-se dinheiro, conhecimento e qualidade do clima organizacional. Consequentemente, diminui-se a produtividade e os resultados. Identificar a quantidade e o tipo das de demissões realizadas na empresa é o primeiro passo para projetar soluções que diminuam a rotatividade. Para isso, é muito importante saber como calcular o turnover da sua empresa.

Nesse texto vamos te explicar o que é turnover, como fazer o cálculo desse indicador e ainda quais as melhores maneiras de diminuí-lo. Continue conosco e descubra como identificar e transformar a realidade de rotatividade de colaboradores da sua empresa!

O que é turnover e como ele impacta sua empresa?

Turnover é um indicador de gestão de pessoas que mede a rotatividade de colaboradores. O índice de turnover é resultado de um cálculo que pode indicar informações importantes como a capacidade que a empresa tem de reter funcionários, por exemplo.

A análise do índice de turnover, que considera basicamente o número de demissões em relação ao total de colaboradores, revela se a rotatividade está acima ou dentro do esperado. Conhecer o índice de saída de funcionários da empresa é fundamental para perceber quais ações podem ser tomadas para reter bons profissionais.

Como calcular o turnover da sua empresa

Existem diferentes maneiras de calcular o turnover, dependendo do que se quer analisar. Se o objetivo for descobrir mais sobre a rotatividade ativa, que é quando o próprio funcionário propõe o desligamento, há um indicador, assim como há para quando se deseja conhecer a rotatividade passiva, que é quando as demissões são impostas pela empresa. Enquanto a primeira revela que a empresa não consegue reter talentos, a segunda mostra que a empresa não está contratando colaboradores de acordo com as suas necessidades.

Qualquer que seja o índice de turnover analisado, é importante saber interpretá-lo e para saber se os índices estão acima, dentro ou abaixo da média a solução é compará-los com os de empresas semelhantes do mercado. Com isso claro, vamos descobrir exatamente como calcular o turnover da sua empresa:

Admissões e desligamentos

Este indicador revela o índice de “movimentação de pessoal” total de um determinado período, considerando as admissões e os desligamentos. Para fazer o cálculo, é preciso primeiro saber a média entre a quantidade de admissões e desligamentos no período. Isso pode ser descoberto com a seguinte fórmula:

Leia também  Índice de rotatividade: o que é, como calcular e como diminuí-lo

Média de admissões e desligamentos

Com o resultado em mãos, você já pode calcular o turnover. Observe:

Turnover geral de uma empresa

Para você entender melhor o funcionamento dessas fórmulas, trouxemos um exemplo. Imagine que uma empresa teve, em 6 meses, 6 admissões e 8 desligamentos, obtendo 7 como média. Considerando que contava com 50 colaboradores no início do período de análise, o índice de turnover foi 14% (afinal, 7 ÷ 50 = 0,14 e 0,14 x 100 = 14%).

É importante ressaltar que, neste caso, admissões e demissões planejadas não devem entrar no cálculo, já que estão atreladas ao crescimento ou mudança da empresa e não à rotatividade orgânica.

Rotatividade passiva

É possível ainda fazer o cálculo do índice dos desligamentos impostos pela empresa. Nesse caso, o número pode alertar a organização para o fato de estar fazendo desligamentos em excesso, chamando atenção para investigar as possíveis causas.

Para explicar o cálculo da rotatividade passiva vamos considerar uma empresa que durante 12 meses teve uma média de 60 colaboradores e fez 15 desligamentos. A fórmula é:

Como calcular a rotatividade passiva

No nosso exemplo, a conta ficaria assim:

Exemplo de cálculo de rotatividade passiva

Rotatividade ativa

Em determinados casos pode ser relevante calcular o índice das demissões solicitadas pelos colaboradores. Se for identificado que o número de desligamentos está muito alto, a organização pode começar a projetar iniciativas para reverter o quadro.

A fórmula é basicamente a mesma do índice anterior, apenas com a diferença de que, ao invés de se considerarem as demissões passivas, consideram-se as ativas. Com essa alteração, a fórmula fica assim:

Fórmula para calcular turnover ativo

Se achar pertinente, você pode comparar as taxas de rotatividade ativa e passiva e identificar qual é a maior. Assim, se o índice de rotatividade passiva estiver alto, possivelmente o processo de recrutamento e seleção de profissionais precisa de melhorias. Mas, se o problema for a rotatividade ativa, seria interessante planejar medidas internas para melhorar a retenção de talentos, a qualificação dos profissionais e a resolução de conflitos.

 4 passos para diminuir o índice de turnover

Demissões acontecem por diferentes motivos: descontentamento salarial, baixa perspectiva de crescimento, falta de entendimento da missão da empresa etc. No caso de demissões ativas, em que o funcionário pede para deixar a empresa, o problema de retenção de talentos na cultura da empresa fica evidente. Por isso, apresentamos 4 passos práticos para você colocar em prática e baixar o índice de turnover de sua empresa a partir de hoje!

Leia também  Qual a relação entre absenteísmo e rotatividade de pessoas?

1. Dê atenção ao clima organizacional

Colaboradores que se sentem bem no ambiente de trabalho tendem a permanecer na equipe. Oferecer condições agradáveis aos profissionais não significa ignorar disciplina e metas, mas dar um ambiente favorável para que o colaborador consiga alcançá-las. Cada vez mais a busca por satisfação e não apenas por remuneração e prestígio vem fazendo parte dos objetivos dos profissionais no mercado de trabalho. Por isso, um dos benefícios de um clima organizacional de qualidade é incentivar a permanência do colaborador na organização. Confira outros benefícios em nosso post sobre clima e cultura organizacional.

2. Ofereça possibilidade de aprendizado e aperfeiçoamento

Empresas que se dedicam a promover formação continuada às equipes geram não apenas desejo de permanência nos colaboradores, mas um aumento no elo e na sensação de pertencimento.

Hoje há formas online e práticas para minimizar custos e permitir que seus colaboradores sejam aperfeiçoados tecnicamente e pessoalmente. Além disso, treinar um colaborador pode ser visto como um investimento: o conhecimento volta para a empresa em resultados e boas práticas.

3. Faça entrevistas de desligamento

Investigar os motivos de saída dos colaboradores pode dar boas direções para a área de Recursos Humanos. Ouvir o colaborador quando ele já tomou a decisão de deixar a empresa pode render respostas mais transparentes e sinceras, ajudando a organização a identificar os reais motivos do desligamento. Você pode fazer as entrevistas de desligamento por meio de perguntas de formulário ou verbalmente. Independente do meio, é importante deixar o colaborador à vontade e ciente de que suas respostas podem ajudar a organização a se tornar um ambiente melhor.

 4. Planeje cuidadosamente as contratações

Empresas em que o turnover de demissões passivas está alto devem se preocupar em como aperfeiçoar o processo de contratação. Considerar itens como a adequação do perfil do colaborador ao da empresa, análises de competências e testes de habilidades podem fazer toda a diferença para evitar uma demissão futura. A pressa da contratação pode gerar problemas maiores que poderiam ser evitados se o processo de recrutamento e seleção fosse mais cuidadoso.

Leia também  Qual a relação entre absenteísmo e rotatividade de pessoas?

Como você viu, o turnover indica onde a empresa precisa concentrar sua atenção para diminuir a taxa de rotatividade de colaboradores. Uma das formas de reduzir as demissões é oferecendo capacitações que possam desenvolver as competências dos colaboradores, tornando-os mais preparados para fazer seu trabalho e mais motivados em continuar na equipe.

Você pode acessar agora um material que criamos para explicar como fazer desenvolvimento de competências na sua empresa. Siga os passos e coloque em prática com seus colaboradores: desenvolva as competências certas e encontre o caminho para diminuir a taxa de rotatividade na organização.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *