Treinamentos de segurança do trabalho

Treinamentos de segurança do trabalho são muito importantes para qualquer organização. Não dar a devida atenção a esse tema pode causar sérios danos à saúde dos trabalhadores e prejuízos para a sua empresa. Siga lendo o post para tirar suas principais dúvidas sobre os treinamentos de segurança do trabalho e como realiza-los corretamente.

O que são treinamentos de segurança do trabalho?

Treinamentos de segurança do trabalho são formas de orientar os colaboradores e fornecedores para que eles exerçam suas atividades de forma segura. Isso ajuda a evitar riscos e permite que os profissionais ajam de forma adequada em situações adversas ou perigosas.

Podemos aplicar treinamentos formais, workshops, compartilhamento de conteúdos específicos e dinâmicas. Cada tema pode ser abordado de forma diferenciada conforme as características do público-alvo e a cultura da organização.

Quando falamos de segurança do trabalho, temos normas Regulatórias, as NRs, que estabelecem regras e definem algumas condições em caso de trabalhos com risco de acidentes. Essas normas são feitas com base na CLT e têm como objetivo garantir proteção à saúde e integridade física e psicológica dos empregados. Por exemplo:

  • NR 6 exige que os profissionais que utilizam EPIs participem de treinamentos sobre o uso correto dos equipamentos.
  • NR 10 exige cursos básico e complementar para profissionais que realizarão intervenções em instalações elétricas.
  • NR 12 exige treinamentos para operadores de máquinas.
  • Entre outras.

Para saber mais leia: Como Funciona a Capacitação para Normas Regulamentadoras.

Garantir que os colaboradores e fornecedores que executam alguma atividade que gera exposição a risco estejam treinados e preparados para exercer suas funções, deve ser tratado com prioridade nas organizações. Porém, ainda há quem pense que treinamentos de segurança do trabalho não passam de burocracia ou simples exigências legais. Quem pensa assim não poderia estar mais enganado: há uma série de benefícios para a empresa e para os empregados ao aplicar bons treinamentos. Confira:

Benefícios do treinamento de segurança do trabalho

Benefícios dos treinamentos de segurança do trabalho

Oferecer treinamentos de segurança do trabalho deixa a empresa em dia com suas obrigações legais e reduz o risco das pessoas se machucarem durante a execução de suas atividades. Isso já seria suficiente, mas há benefícios além:

Ajudam no bem-estar no ambiente de trabalho

Um ambiente de trabalho perigoso e com acidentes frequentes é algo muito ruim. Ter os colaboradores e fornecedores conscientes dos riscos e preparados colabora para a construção de um ambiente saudável no qual os colaboradores tem plena capacidade de executar suas atividades sem colocar sua integridade em risco.

Evitam atrasos por afastamentos

Negligenciar os treinamentos de segurança do trabalho certamente vai aumentar o número de acidentes. Isso, por sua vez, resultaria em um significativo aumento no afastamento de profissionais e atrasos nos projetos que estão sendo empreendidos, causando prejuízos para a organização.

Sendo assim, os treinamentos de segurança também ajudam a evitar atrasos nos projetos e reduzir perdas.

Além disso, como os treinamentos ajudam a evitar acidentes, logicamente o número de indenizações por esse motivo pode diminuir e até desaparecer.

Leia também  Treinamento Técnico: o que é, quais as vantagens e como aplicar na sua empresa

Ajudam a aprimorar os processos

Treinamentos de segurança do trabalho também ajudam a aprimorar a qualidade dos procedimentos. Isso porque eles ensinam aos profissionais como realizar as atividades da melhor maneira possível, de forma segura e eficiente.

E então, conseguiu entender a importância dos treinamentos de segurança no trabalho? Quando bem realizados, eles trazem benefícios para todos os envolvidos. Entretanto, na hora de aplicar o treinamento, é necessário saber o tipo adequado para cada situação. Vejamos os tipos de treinamento nos quais a segurança no trabalho pode ser abordada:

Tipos de conteúdo para treinamento de segurança do trabalho

Há diversos tipos de conteúdo que podem ser considerados nos treinamentos de segurança do trabalho. A seguir, listamos os mais comuns:

Integração

O treinamento de integração é realizado quando o colaborador é contratado ou quando um fornecedor vai prestar serviços em sua empresa. Deve ocorrer antes de começar a executar suas atividades. Ele serve para que as pessoas saibam como realizar as operações da forma correta e segura. O treinamento de integração vai e para adaptá-lo ao funcionamento da empresa e aos seus novos colegas de trabalho.

Quando as funções do novo contratado envolvem riscos, é importante que a integração envolva treinamentos de segurança do trabalho, para que fiquem bem claros os procedimentos que evitam acidentes e as regras da organização que precisam ser seguidas.

Checklist de Processo de Integração de Colaborador

Conscientização

Outro tipo de treinamento importante é o de conscientização. Esse tipo de treinamento serve para incentivar os profissionais a seguirem todas as regras de segurança, para que elas não sejam deixadas de lado e acabem acontecendo acidentes. Servem para reforçar e relembrar as pessoas sobre a importância das regras e normas estabelecidas pela organização.

Esses treinamentos podem ser feitos por meio de apresentação de documentários e de casos reais. Também podem ser feitas palestras motivacionais que expliquem a importância de cada procedimento, para que fique claro que cada uma das regras tem sua importância.

Análise de riscos

Esse conteúdo serve para que os profissionais sejam capazes de identificar situações de risco e antecipar possíveis problemas, evitando acidentes. O conteúdo desse treinamento inclui técnicas de acompanhamento dos riscos e prevenção de acidentes.

Prevenção

Os treinamentos voltados para prevenção servem justamente para criar uma cultura de prevenção dentro da empresa. Eles ajudam os colaboradores a entender os riscos aos quais se expõem se as normas não forem seguidas, conhecer a legislação e entender a importância da prevenção.

Ergonomia

Treinamentos voltados para ergonomia ensinam aos colaboradores as posturas corporais corretas a serem mantidas durante o trabalho. Esse tipo de treinamento é importante para evitar Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT’s) ou Lesão por Esforço Repetitivo (LER). Ele pode ser realizado por meio de aulas práticas e ginásticas laborais.

Esses são os principais tipos de treinamento de segurança do trabalho. É importante criar um programa de segurança de trabalho de acordo com o contexto em que a sua empresa e seus colaboradores se encontram.

Depois de escolher um tipo de treinamento a ser aplicado, é necessário planejar sua estrutura para que ele possa ser posto em prática. O bom é que isso pode ser feito em apenas 5 passos! Vejamos como estruturar treinamentos de segurança do trabalho em uma empresa:

Leia também  Treinamento Técnico: o que é, quais as vantagens e como aplicar na sua empresa

Como planejar treinamentos de segurança do trabalho em 5 passos

1 – Colete informações sobre as NRs

O primeiro passo para criar treinamentos de segurança do trabalho é estudar as Normas Regulamentadoras, para saber quais ensinamentos são obrigatórios no contexto da sua empresa.

É importante que o profissional que está estruturando o treinamento possua domínio em relação às normas para saber quais treinamentos precisam ser aplicados.

2 – Colete informações sobre as atividades desenvolvidas na empresa

Para poder estruturar treinamentos de segurança do trabalho, é necessário conhecer bem as atividades que são realizadas na empresa e quais os riscos que estão envolvidos em cada uma delas. Nesse ponto você deve avaliar os acidentes ou afastamentos ocorridos para saber o que precisa ser abordado no programa de treinamento e segurança do trabalho.

Mapear essas informações é fundamental para criar treinamentos úteis e certeiros.

3 – Faça o planejamento

Depois de mapear os pontos que precisam de treinamento, está na hora de planejar como esses treinamentos serão realizados para suprir cada uma das necessidades identificadas. É no planejamento que será definido o escopo do treinamento, incluindo o formato, a duração, o orçamento disponível, entre outros pontos. Você precisa se perguntar:

  • O treinamento será presencial, a distância, ou uma mistura dos dois?
  • Quem conduzirá o treinamento: alguém da empresa ou um consultor externo?
  • Qual será o formato de treinamento utilizado? (curso, workshop, palestra etc.)
  • Quais atividades serão necessárias para executar o treinamento?
  • Qual a melhor linguagem a ser utilizada de acordo com o público-alvo?

4 – Execute

Depois é a hora de colocar em prática tudo o que foi planejado. Se o planejamento foi bem feito, não haverá muitos problemas em executar essa etapa. Entretanto, é natural que algumas coisas não saiam exatamente como planejado. Tudo bem! Problemas na execução podem ser documentados e servir de lição para treinamentos futuros, de modo que os mesmos erros não sejam cometidos.

Não esqueça de acompanhar a evolução do treinamento e os indicadores para ir ajustando possíveis problemas.

Como mensurar resultados de treinamentos corporativos

5 – Avalie

Conforme os treinamentos forem concluídos, é necessário que os resultados sejam verificados, para saber se os profissionais realmente aprenderam aquilo que foi proposto. Para isso, você pode realizar avaliações de desempenho, que indicam o nível de aprendizado dos colaboradores. Além disso, você também pode verificar outros indicadores, como a taxa de adesão e de abandono dos treinamentos, o ROI, o número de colaboradores impactados, e um indicador importante é a redução de acidentes e afastamentos, etc.

Bônus

Bônus: Pontos importantes

Além de tudo o que já falamos, há alguns detalhes que merecem a sua atenção quando se trata de treinamentos de segurança. Separamos alguns dos principais para que você se antecipe:

Invista em equipamentos de segurança

É sempre importante lembrar que as empresas são obrigadas por lei a conceder os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e os Equipamentos de Proteção Coletiva (EPCs) que são necessários no contexto das equipes.

Leia também  Treinamento Técnico: o que é, quais as vantagens e como aplicar na sua empresa

Lembre-se de investir em equipamentos de qualidade e nunca deixar de disponibilizá-los.

Invista em prevenção

O objetivo final de programas de treinamento de segurança é prevenir acidentes. Entretanto, essa cultura de prevenção precisa ser bem estabelecida na empresa, indo além do programa de treinamento. A SIPAT (Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho), por exemplo, é um evento organizado justamente para conscientização.

Faça manutenções periódicas

É essencial que seja feita a manutenção das maquinas e equipamentos de trabalho frequentemente. Mal funcionamento de equipamentos pode levar a acidentes graves, sendo assim, esse ponto merece bastante atenção.

Mantenha uma documentação

Todos os treinamentos, planejamentos, mudanças e indicadores, tudo deve ficar documentado. Isso ajudará a empresa a evitar erros já cometidos anteriormente nos treinamentos, além de possibilitar a comparação entre treinamentos e auxiliar no controle das ações.

Os documentos devem ser detalhados, registrando responsáveis, participantes, metodologias, etc.

Seja criativo

Quanto mais interessantes e criativos forem os métodos de treinamento, mais engajados os colaboradores ficarão e melhores serão os resultados.

Quando os treinamentos são apenas mais do mesmo, é comum que os colaboradores se desinteressem pelo tema, não deem devida importância e não prestem total atenção naquilo que está sendo ensinado.

Dificuldades em treinamentos

Para muitas empresas, é difícil investir em treinamentos porque eles podem exigir altos custos. Para empresas menores, isso acaba sendo um empecilho bem significativo. Outra dificuldade é a necessidade de repetir os treinamentos diversas vezes, seja por causa da rotatividade dos colaboradores, seja pela expansão da empresa ou até para reforçar o conteúdo.

O bom é que, hoje em dia, é perfeitamente possível driblar esses problemas com a ajuda da tecnologia. A 4ª Pesquisa Nacional sobre Práticas e Resultados da Educação Corporativa mostrou que 89% das empresas com universidade corporativa adotam o ensino EAD.

O ensino EAD apresenta um ótimo custo-benefício porque permite atingir públicos maiores, superando barreiras geográficas. Isso é excelente para empresas que possuem filiais distantes umas das outras.

Além disso, essa modalidade de ensino também torna desnecessário repetir treinamentos, já que eles ficam gravados e disponíveis para serem assistidos a qualquer momento por novos colaboradores ou colaboradores antigos que queiram revisitar o conteúdo.

Não deixe de ler nosso texto completo sobre treinamento EAD para entender como o EAD corporativo funciona e todas as formas que ele pode ajudar a sua empresa. Boa leitura!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *