Treinamento virtual

Investir em treinamento de colaboradores é indispensável para qualquer empresa que deseja melhorar os processos e manter sua competitividade no mercado. Entretanto, treinamentos costumam envolver custos relacionados a recursos físicos e limitações de tempo e deslocamento. Para driblar esse empecilho, as empresas têm adotado o treinamento virtual.

O treinamento virtual pode ser benéfico de diversas formas para a sua empresa. Quer saber como? Siga lendo o post e entenda como funciona essa modalidade e como implementar na sua empresa!

O que é treinamento virtual?

Treinamento virtual é um modelo de treinamento de colaboradores oposto ao presencial. Geralmente online, o treinamento virtual ocorre por meio de recursos tecnológicos que ajudam a criar, aplicar e gerenciar as aulas de forma mais assertiva e com menos custos.

Treinamentos virtuais impactam grandes quantidades de funcionários e com custos menores do que os treinamentos presenciais comuns. Pelo fato de serem online e geralmente feitos por meio de plataformas EAD (falaremos mais sobre isso a frente) eles são acessíveis em diferentes situações, ambientes e momentos.

Mas afinal, porque você deveria utilizar treinamentos virtuais na sua empresa? Siga lendo para descobrir.

Quais os benefícios do treinamento virtual?

Elimina a necessidade de deslocamento

Treinamentos presenciais possuem uma série de requisitos relacionados ao espaço físico; seja a alocação de um ambiente que comporte todos os colaboradores participantes, seja a necessidade de ferramentas de apoio para a realização desse treinamento, como papéis, microfones, amplificadores, etc.

Treinamentos virtuais, por sua vez, são realizados no próprio posto de trabalho do colaborador por meio de um computador ou smart device.

Isso é especialmente útil para empresas muito grandes ou com filiais distantes geograficamente, pois é possível produzir aulas e disponibilizá-las para todos os colaboradores de qualquer lugar do mundo em que estejam.

Elimina limitações de cronograma

Treinamentos presenciais têm um horário para serem realizados. Entretanto, tarefas urgentes e turnos diferentes entre os colaboradores tornam quase impossível obter 100% de participação em algumas empresas.

Nesse sentido, o treinamento virtual é uma mão na roda. As aulas ficam hospedadas online ou no seu servidor e podem ser acessadas a qualquer momento pelos colaboradores. Sendo assim, eles podem realizar os treinamentos quando suas agendas permitirem.

Leia também  O que é SCORM e como ele funciona

Elimina a necessidade de repetição de treinamentos

Essa história já é uma velha conhecida: entra um novo colaborador na empresa e é indispensável fazer o treinamento de integração para que ele compreenda o funcionamento dos processos e saiba realizar seu trabalho corretamente. Depois entra mais um, e o mesmo treinamento é realizado mais uma vez. E depois outra. E outra.

Essa repetição é driblada por algumas empresas da forma errada; elas esperam a formação de turmas de novos colaboradores para realizar a integração. O problema é que os colaboradores acabam trabalhando por semanas e até meses na empresa até a formação dessa turma e só então participam da integração. Isso é prejudicial de diversas formas, pois foi mantido um profissional realizando atividades sem saber exatamente a forma correta de fazer isso naquela empresa, sem entender a cultura organizacional, etc.

A utilização de um treinamento virtual contorna esse problema de forma mais eficiente. Como as aulas podem ser acessadas a qualquer momento, basta elaborá-las uma única vez e disponibilizá-las para cada novo colaborador que entrar na empresa!

Redução de custos

Considerando que o treinamento virtual elimina a necessidade de deslocamento, é feito pelos colaboradores no momento mais pertinente, não é necessária alocação de espaço físico, nem a repetição de treinamentos ou utilizar microfones, amplificadores de som e afins, é possível afirmar categoricamente que treinamentos virtuais tem custos menores do que treinamentos presenciais comuns.

Calculadora de orçamento de T&D

Sendo assim, para otimizar a realização de treinamentos empresariais, recomendamos que eles sejam virtuais. Agora que você entendeu seus benefícios, que tal aprender como implementar essa modalidade de treinamento na sua empresa? Siga lendo e descubra.

Como aplicar o treinamento virtual na minha empresa?

Crie um plano de T&D

Um treinamento precisa ter objetivos muito claros. É preciso estabelecer quais competências precisam ser desenvolvidas nos colaboradores e de que forma isso será feito.

Por isso, antes de aplicar um treinamento virtual na sua empresa, você precisa criar um plano de treinamento e desenvolvimento. Entre as ferramentas que podem ajudar nesse processo, podemos citar o levantamento das necessidades de treinamento, a definição do método de aplicação e a elaboração de um orçamento. Temos um post completo sobre esse assunto, então não deixe de ler para saber como montar um plano de treinamento e desenvolvimento.

Leia também  Como escolher um software de gestão de projetos para tirar o seu EAD do papel?

Defina indicadores

Durante e depois da aplicação de um treinamento virtual, é importante que seus resultados sejam analisados por meio de indicadores de treinamento. Indicadores são a única forma de mensurar com assertividade a eficiência de um programa de treinamento, funcionando como um termômetro para medir sua qualidade.

Aplicar treinamentos sem observar indicadores é como andar no escuro: não há como saber para onde se está indo. É preciso ter conhecimento sobre a efetividade dos treinamentos para que, caso não estejam gerando nenhum efeito positivo para a organização, eles possam ser reformulados.

Não deixe de ler nosso post sobre indicadores de treinamento para conferir os 10 principais que separamos para você!

Considere uma plataforma EAD

Plataformas EAD são softwares projetados para realizar cursos virtuais. Algumas são projetadas especificamente para treinamentos empresariais, integrando uma série de recursos específicos para o ambiente corporativo.

Vamos citar alguns para que você entenda melhor:

  • Avaliações de compreensão: aplicar testes se torna algo muito mais simples quando se utiliza uma plataforma EAD. Não é necessário aplica-los e corrigi-los manualmente. Na verdade, a própria plataforma exibe os testes quando o aluno conclui algum módulo ou treinamento e os resultados são obtidos de forma imediata.
  • Controle de desempenho dos participantes: com uma plataforma EAD é possível controlar facilmente o desempenho dos colaboradores no treinamento. Você pode saber quem está fazendo os treinamentos, a porcentagem de módulos concluídos por cada colaborador, o desempenho deles nos testes, etc.
  • Controle de desempenho do treinamento: com base no desempenho dos alunos, uma plataforma EAD pode gerar gráficos de desempenho que mostram dados importantes sobre o treinamento, como a participação dos colaboradores como um todo, o desempenho deles nos testes, a quantidade de certificados emitidos, etc.
  • Emissão de certificados: plataformas EAD podem emitir certificados automaticamente assim que um colaborador concluir um treinamento, se for necessário.
  • Gamificação: a gamificação ajuda a manter os colaboradores engajados e incentivá-los a realizar os treinamentos porque inclui elementos de jogos dentro da aplicação, como a atribuição de missões, ranking de colaboradores, trabalhos em equipe, etc.
Leia também  5 em 5: descubra os 5 objetivos do treinamento e desenvolvimento em 5 minutos

Além dessas características citadas, um sistema EAD pode conter muitas outras. Para saber em detalhes como ele funciona, leia já nosso post completo sobre sistema EAD e entenda de uma vez por todas como revolucionar os treinamentos na sua empresa!

Twygo Plataforma EAD

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *