Tipos de avaliação de desempenho

Existem vários tipos de avaliação de desempenho, cada uma com um foco específico. Devido a essa variedade de opções, muitas empresas acabam aplicando as avaliações erradas para cada caso, o que afeta o planejamento dos programas de treinamento e desenvolvimento e, consequentemente, os resultados a longo prazo.

Para que você saiba qual avaliação de desempenho aplicar de acordo com a situação da sua empresa, vamos falar sobre os principais tipos de avaliação, seus usos e a importância desse tipo de ferramenta. Vamos começar?

O que é avaliação de desempenho?

Avaliação de desempenho é uma ferramenta de gestão de pessoas que mostra a performance dos colaboradores de uma empresa, com o objetivo de melhorar a qualidade dos resultados entregues e desenvolvê-los para as competências desejadas.

Ou seja, essa estratégia é como um diagnóstico da situação da empresa em relação à necessidade de treinamentos, de acordo com o desempenho dos colaboradores.

Por exemplo, uma organização que vem lucrando menos do que o esperado aplica uma avaliação de desempenho. Depois de analisar os dados coletados, descobre que a equipe de vendas está tendo dificuldades de lidar com o novo sistema e por isso vem perdendo muitas oportunidades de negócio. A partir disso, a gestão pode pensar em um programa T&D para capacitar os vendedores e resolver o problema.

Agora você sabe o que é uma avaliação de desempenho! Mas por que ela é tão importante? Continue lendo que vamos te explicar:

Qual a importância da avaliação de desempenho?

Uma avaliação de desempenho pode servir para vários propósitos. Quando o rendimento da empresa está baixo e os gestores não sabem o motivo, por exemplo, a avaliação ajuda a encontrar o causador do problema. Isso porque, monitorando as equipes de perto, é possível entender quais colaboradores estão fazendo entregas de baixa qualidade e como isso afeta a empresa.

Após descobrir os pontos de melhoria, a empresa deve planejar a aplicação de uma solução para o problema. A avaliação de desempenho também contribui para essa parte da gestão de pessoas, já que por meio dela é possível reunir todos os colaboradores com o mesmo gap de competência e, a partir disso, criar um treinamento mais personalizado e efetivo para aquele grupo.

Ao avaliar os colaboradores da empresa, também fica mais simples identificar e reter talentos. Um talento não é apenas o funcionário com desempenho acima da média, mas também aquele que tem potencial para evoluir, com a ajuda da empresa.

Veja também: O que é Retenção de Talentos e como aplicar práticas para manter colaboradores engajados.

Os 9 tipos de avaliação de desempenho

Por ter várias aplicações, a avaliação de desempenho se divide em tipos específicos. Separamos abaixo as 9 principais avaliações de desempenho! Confira:

1. Autoavaliação

Autoavaliação

Na autoavaliação, o colaborador analisa a si mesmo, normalmente respondendo a um questionário sobre seu desempenho. No fim da avaliação, ele e seu gestor discutem as respostas, comparam a expectativa com a realidade e, por fim, decidem o melhor modo de melhorar sua performance na empresa.

Esse tipo de avaliação, além de ser eficaz para a empresa, ajuda a estimular a noção de senso autocrítico no colaborador. Isso faz com que ele tenha consciência do seu desempenho e como ele afeta a empresa. A partir disso, pode se esforçar mais para entregar resultados melhores e atingir suas próprias expectativas e as da organização. Profissionais com essa maturidade emocional aceitam feedbacks com mais tranquilidade e são mais abertos às mudanças.

2. Avaliação direta (90°)

Avaliação direta

Neste tipo, um gestor faz a avaliação direta de cada um dos colaboradores que são seus subordinados, acompanhando suas funções de perto. O principal benefício dessa avaliação é que todos são avaliados igualmente, ou seja, pela mesma pessoa e seguindo os mesmos critérios. No fim, também é função do avaliador comunicar os pontos fortes e os pontos de melhoria de cada colaborador, além de propor formas de resolvê-los.

É importante tomar cuidado quanto a imparcialidade do avaliador durante a avaliação direta. Ao mesmo tempo que um superior trabalha próximo de seus subordinados e assim é capacitado para avaliá-los, relações de amizade ou desavenças podem influenciar os resultados. Por isso, a maturidade do avaliador é um ponto que não pode ser deixado de lado.

3. Avaliação conjunta (180°)

Avaliação 180º

Tem esse nome por fundir a autoavaliação e a avaliação direta em uma só, onde o colaborador trabalha junto com o gestor durante sua avaliação. Seu principal foco é passar transparência entre ambos e gerar feedbacks honestos, porém isso só é possível com maturidade e imparcialidade de ambos os lados.

Outro ponto forte dessa avaliação é que ela possibilita a satisfação de todos. Isso porque o colaborador influi na solução do seu problema e a empresa melhora seu desempenho geral. Além disso, funcionários que participam desse tipo de decisão de sentem valorizados e ouvidos, o que aumenta seu engajamento.

4. Avaliação 360°

Avaliação 360º

A avaliação 360° é a mais completa, envolvendo o próprio colaborador, seus gestores e seus colegas de trabalho. Ele é avaliado de todos os pontos de vista e em todas suas funções. Desse modo, é possível notar comportamentos que o colaborador apresenta com seus colegas, mas não com seus superiores. Assim como as anteriores, exige muita maturidade dos envolvidos, para que não haja nenhum conflito.

Esse tipo de avaliação contribui para empresa de vários modos, já que faz uma avaliação mais ampla do colaborador e dos impactos do seu desempenho. Ajuda a entender se o colaborador está entregando resultados ruins por causa de um treinamento mal aplicado, ou se alguma de suas funções não está sendo executada do jeito certo.

Para saber mais sobre a avaliação 360°, confira nosso texto sobre o assunto!

5. Avaliação de equipes

Avaliação de equipes

Essa avaliação é importante pois é uma das poucas que se afasta da avaliação individual e foca no desempenho dos colaboradores como um todo. O principal ponto avaliado é a integração dos funcionários e a qualidade do trabalho em equipe.

Como todos os processos de uma empresa são interligados, equipes que trabalham em harmonia produzem resultados de acordo com as expectativas.

6. Avaliação por competências

Avaliação por competências

É uma espécie de avaliação conjunta, porém analisa apenas as competências do colaborador, em vez do seu desempenho geral. O foco são os três tipos de competências, chamados de CHA:

  • Conhecimento: saber teórico sobre algo.
  • Habilidades: capacidade de aplicar a teoria.
  • Atitudes: comportamentos que melhoram a qualidade da execução na prática.

Competências de uma pessoa

Assim, essa avaliação considera tanto as competências técnicas, exigidas pelo cargo ocupado, quanto as soft skills, valiosas em um profissional. Após a avaliação, gestor e colaborador discutem as competências que ele deve e gostaria de melhorar, e então qual o melhor método de treinamento a ser usado e quais assuntos a passar.

7. Avaliação do líder

Avaliação do líder

Além da avaliação 360°, essa é a única que inverte os papéis, em que um superior é avaliado por seus subordinados. O desempenho de um gestor tem efeito direto no de seus funcionários, e a avaliação de líder coloca essa relação de trabalho em perspectiva, permitindo que os colaboradores exponham suas considerações.

Normalmente a avaliação, assim como as outras, é feita baseada em uma série de critérios e o feedback é feito por meio do diálogo e questionários direcionados especificamente a esse tipo de avaliação.

8. Avaliação por objetivos

Avaliação por objetivos

Esse tipo de avaliação funciona de forma diferente das outras. Enquanto a maioria das avaliações de desempenho normalmente não são muito longas e examinam a situação atual da empresa, a avaliação por objetivos estipula uma série de metas a serem alcançadas, dentro de dado período de tempo. O principal elemento avaliado é a performance das equipes para atingirem as metas, incluindo a qualidade do resultado, o tempo levado nas atividades, a integração dos colaboradores durante a execução, entre outros.

Por meio da avaliação de objetivos, fica muito mais fácil analisar como as equipes trabalham, além de ajudar na identificação de talentos e pontos de melhoria. O modo como um colaborador trabalha diz muito sobre seus resultados.

9. Avaliação por distribuição forçada

Avaliação por distribuição forçada

Entre os tipos de avaliação de desempenho, existem aquelas que se baseiam em critérios mais relativos, e as que avaliam de forma mais focada. No entanto, a avaliação por distribuição forçada é a mais objetiva, onde o avaliador recebe um questionário com perguntas de múltipla escolha sobre o avaliado.

O principal benefício dessa avaliação é a imparcialidade completa, já que o avaliador não pode expressar sua opinião sobre os colaboradores diretamente. Ainda assim, é necessário muito cuidado na hora de planejar o questionário, pois se as perguntas não forem claras o suficiente, as respostas podem ser equivocadas e o avaliado pode ser prejudicado.

Agora você conhece os principais tipos de avaliação de desempenho e suas aplicações. Porém, para aplicar uma na sua empresa, é necessário saber qual tipo vai atender suas necessidades da melhor forma possível. Para entender como tomar essa decisão, continue lendo!

Como escolher a melhor avaliação de desempenho para a sua empresa?

O tipo de avaliação escolhido vai depender da perspectiva pela qual a empresa precisa observar seus colaboradores e quais aspectos julga mais importante, de acordo com a situação da organização.

Como já mencionamos, grande parte das avaliações de desempenho são realizadas precedendo um programa de treinamento e desenvolvimento, ou seja, para encontrar os pontos de melhoria que serão o foco das capacitações. Quando a qualidade das entregas está abaixo do esperado, por exemplo, a avaliação por competências é ideal para apontar os pontos de melhoria, já que envolve vários colaboradores e trata de competências técnicas e comportamentais.

Agora, supondo que a preocupação seja um colaborador específico, que não está satisfeito com sua posição atual e tem muito potencial, analisar apenas suas competências não seria suficiente. Para conhecer o desempenho do colaborador e ajudá-lo a encontrar uma aspiração e a atingi-la dentro da empresa, a melhor escolha é a avaliação 360°, pois ela observa o rendimento geral do avaliado e coloca suas considerações na equação.

Avaliação de desempenho e treinamento a distância

Entendeu como uma avaliação de desempenho pode guiar a solução de um problema e guiar a aplicação de um treinamento? No entanto, quando falamos de programas T&D, não podemos deixar de lado as plataformas EAD, ferramentas que apoiam a execução de treinamentos a distância.

Com uma plataforma EAD, é possível acompanhar todo o processo de aprendizagem e analisar o desempenho dos colaboradores em tempo real. Para entender melhor o que é uma plataforma EAD e como ela se relaciona com avaliações de desempenho, confira nosso texto sobre o assunto!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *