O que são competências

Grandes teóricos da área de gestão de pessoas tentam definir o que são competências, mas há um grande desalinhamento entre eles e poucos concordam entre si. Pensando nisso, juntamos algumas definições e tentamos decifrar definitivamente esse conceito para te ajudar a entender esse importante pilar da área de recursos humanos.

Acompanhe para aprender (ou, se preferir, navegue pelo nosso índice):


Boa leitura!

O que são competências?

Competências, na área da administração, referem-se a um conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes (CHA) que caracterizam as aptidões de uma pessoa para cumprir determinadas tarefas.

Para entender melhor, vamos ver como outros teóricos conceituam competências:

Competências são operações mentais que articulam e mobilizam os conhecimentos.

— Neize Deluiz

Competência é a capacidade de uma pessoa de gerar resultados dentro dos objetivos organizacionais.

— José Antonio Monteiro Hipólito e Cassiano Machado Silva

Conjunto de conhecimentos, habilidades, atitudes que afetam a maior parte do trabalho de uma pessoa, e que se relacionam com o desempenho no trabalho; a competência pode ser mensurada, quando comparada com padrões estabelecidos e desenvolvidos por meio de treinamento.

— Maria Tereza Leme Fleury e Afonso Fleury

Portanto, podemos ver que competência é uma palavra que pode ter significados diferentes dentro do mundo corporativo, porém, todos concordam que tratam-se de capacidades que os colaboradores devem ter para auxiliar a empresa a desenvolver um diferencial competitivo.

Na prática, nem todos os colaboradores chegam à empresa com as competências necessárias para desenvolver seus trabalhos, mas é papel da organização criar cenários para que o colaborador possa aprimorar seus conhecimentos, habilidades e atitudes.


Mas você deve estar se perguntando: o que são exatamente esses três pilares da área de competências?

Conhecimentos, habilidades e atitudes (CHA)

Conhecimentos, habilidades e atitudes são os três eixos que compõem as competências de uma pessoa. Por isso é importante entender melhor cada um desses conceitos:

Conhecimento é o conjunto de saberes teóricos que uma pessoa tem. É o resultado de experiências pessoais e profissionais, formação acadêmica e estudo não-formal e está muito ligado à vontade que as pessoas têm de aprender.

Habilidade é a capacidade de colocar em prática o conhecimento adquirido, ou seja, é saber fazer. Sem conhecimento é difícil desenvolver habilidades para executar as tarefas.

Atitude é o saber ser, ou seja, tomar iniciativas para querer mudar o ambiente organizacional. Quando falamos em mudança não significa dizer que o ambiente está ruim, mas sim que há uma vontade para que ele continue melhorando.

Resumindo…

Competências de uma pessoa

Vamos a um exemplo para entender melhor como funciona o desenvolvimento das competências de um colaborador:

Roberto é recém-formado em administração e está ingressando no seu primeiro trabalho. Antes mesmo de começar o trabalho ele já tem o conhecimento, afinal, ele passou quatro anos estudando para exercer sua função. No entanto, ele ainda precisa desenvolver habilidades e as atitudes.

A empresa, detectando isso, passa a desenvolver práticas de treinamento e desenvolvimento (T&D) para que Roberto consiga aplicar seus conhecimentos (habilidade) e tenha atitudes de proatividade para melhorar situações dentro da empresa.

O processo de aprimorar conhecimentos, habilidades e atitudes é contínuo e não deve ter um ponto final. A empresa deve sempre acreditar que o colaborador pode desenvolver cada vez mais suas competências.

Cada empresa valoriza tipos diferentes de conhecimentos, habilidades e atitudes, no entanto, há algumas dessas competências que são importantes independentemente da organização. Acompanhe para saber quais são:

Competências valorizadas

Elencamos cinco competências essenciais a qualquer colaborador e muito buscadas pelas empresas. Veja:

1 – Motivação

Motivação é uma competência essencial ao colaborador, mas é papel da empresa fazer com que ela seja despertada. Muitos colaboradores não têm atitudes ou não desenvolvem novos conhecimentos e habilidades por não se sentirem motivados.

2 – Equilíbrio emocional

Equilíbrio emocional é sobre ter autoconhecimento, para que cada colaborador saiba das suas limitações e desafios e possa ter autocontrole. Esse autoconhecimento é essencial para encontrar formas de mudar e melhorar pessoalmente e é importante para que as emoções não interfiram no desempenho e evolução dentro da organização.

3 – Atitudes de inovação

Atitudes de inovação são importantes para que o colaborador sempre possa contribuir com a empresa através de sugestões de mudanças. Essa característica está muito atrelada com autonomia, responsabilidade e proatividade.

4 – Pensamento crítico

Pensamento crítico é importante para que o colaborador olhe ao redor e tenha a capacidade de criticar pontos que podem ser melhorados, tanto no ambiente da empresa quanto no produto.

5 – Criatividade

E não basta apenas identificar problemas e colaborar para que eles não aconteçam mais, é preciso usar a criatividade para solucionar os problemas e criar um ambiente organizacional agradável.

Mas afinal, por que as competências são tão importantes para uma empresa?

Além de auxiliar a empresa a contar com colaboradores capacitados e que contribuam positivamente com a empresa, há uma outra série de fatores que fazem as competências serem tão importantes para uma organização.

Plano de carreira

Observar as competências de cada colaborador permite que a empresa o desenvolva para cargos mais elevados e assim ele constrói plano de carreira dentro da organização. Isso contribui para diminuir a rotatividade de colaboradores, já que eles vão se sentir mais motivados a se desenvolverem dentro da organização.

Recrutamento

As competências podem ser critérios para um processo de recrutamento. Observar os conhecimentos, habilidades e atitudes de uma pessoa contribui para que a empresa encontre o profissional ideal para ocupar seu quadro de trabalho.

Gestão do conhecimento

As competências também são importantes para desenvolver a gestão do conhecimento, ferramenta essencial para manter o nível de conhecimento, habilidades e atitudes dos colaboradores. A gestão do conhecimento é a prática de estimular o aprendizado colaborativo entre todos os profissionais da empresa para que um ajude o outro a se desenvolver.

Quer saber mais sobre competências e como desenvolvê-las na sua empresa? Leia nosso post com tudo sobre Gestão por Competências: conceito, benefícios, como implantar e muito mais. Se você preferir, também pode acessar esse conteúdo em formato de e-book. Basta preencher o formulário abaixo!

E-book Gestão por Competências: o que é e como implantar

Baixar material rico - Topo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *