Indicadores de treinamento

Indicadores de treinamento são cruciais para a manutenção da qualidade dos programas de treinamento implantados na sua empresa. Eles ajudam a mensurar o nível de desempenho e eficácia dos métodos aplicados no treinamento e a descobrir os pontos de melhoria para os programas de T&D futuros.

Existem vários indicadores para acompanhar, que podem ser separados por foco e utilidade. Lembrando que não há uma lista de indicadores obrigatórios para monitorar. A filtragem de quais indicadores têm a ver com a necessidade da empresa deve ser feita pelos gestores que organizam o programa de T&D, levando em consideração os objetivos da organização.

Por isso, vamos te guiar por alguns deles e te ajudar a escolher quais acompanhar, de acordo com a necessidade da sua empresa. Continue lendo!

Tipos de indicadores de treinamento

Como mencionado antes, cada indicador de treinamento foca em um fator do programa de treinamento. Esses indicadores podem ser separados em indicadores específicos e generalizados, que vamos explicar a seguir. Acompanhe:

Específicos

Os indicadores específicos são direcionados à análise de um treinamento realizado recentemente, monitorando sua performance em relação aos treinamentos anteriores. Esse tipo de indicador demonstra fatores de desempenho como engajamento, satisfação e aproveitamento. Confira:

1. Taxa de adesão

Este indicador mostra a porcentagem de colaboradores convidados que compareceram ao treinamento. Essa porcentagem reflete a efetividade da divulgação do programa.

É importante divulgar os treinamentos bem antes da realização, para que os colaboradores entendam a importância de tirar um tempo para se capacitar. Isso ajuda a criar engajamento, para que mais pessoas participem simultaneamente do treinamento. Quanto mais colaboradores treinados em um único período, maior a economia de recursos em programas futuros.

2. Taxa de abandono

Indica quantos colaboradores desistiram do treinamento no meio do caminho. Monitorar esse indicador ajuda a executar ações de melhoria no engajamento dos colaboradores, além de servir como comparativo do antes e depois de eventuais mudanças no plano de treinamento e desenvolvimento.

3. Reação dos participantes

Após aplicar uma trilha de aprendizagem, o ideal é oferecer aos colaboradores um meio de comunicar suas opiniões sobre os treinamentos. Avaliando esses dados é possível medir a qualidade do treinamento e o nível de aprendizado dos colaboradores.

Além de ajudar na manutenção do programa de T&D, medir a reação dos participantes passa um sentimento de valorização aos colaboradores, aumentando o engajamento.

4. Média de avaliação do aprendizado

Fazendo uma média das notas dos colaboradores no treinamento, você consegue um registro mais concreto do nível de aprendizado dos envolvidos. Junto disso, é possível verificar quais são os treinamentos com as maiores e as menores notas, contribuindo na criação de ações de melhoria mais direcionadas.

5. Investimento em T&D por pessoa

Esse indicado basicamente divide o gasto total do treinamento pelo número de colaboradores que participaram. Para manter esse indicador positivo, é necessário equilibrar a balança entre custo e resultados: treinamentos com custos maiores precisam mostrar resultados mais rápidos, para que o investimento compense. Também é possível comparar o investimento com o desempenho individual de cada colaborador treinado.

6. Aproveitamento individual

É uma análise feita com cada colaborador que participou do treinamento, indicando se ele realmente adquiriu conhecimento e se tornou um profissional melhor. Isso é avaliado por meio de uma comparação do desempenho atual com o desempenho anterior ao treinamento e observando a execução de tarefas.

Colaboradores com um bom aproveitamento individual se tornam multiplicadores internos, ou seja, colaboradores que passam seu aprendizado para frente por meio da gestão do conhecimento. Assim, toda a equipe recebe capacitação mais rapidamente e, consequentemente, gera melhores resultados. Para disseminar essa prática, é necessária uma cultura empresarial favorável e colaboradores capacitados.

E-book Como implantar práticas de treinamento e desenvolvimento na sua organização

Generais

Indicadores generais mostram os efeitos do programa de treinamento e desenvolvimento em um determinado período de tempo, como o intervalo de um ano, e se baseiam em dados mais abrangentes e atemporais na empresa, como:

7. Colaboradores alcançados

Quantos colaboradores foram capacitados durante o treinamento? Quanto tempo ele durou? Monitorar o número de colaboradores alcançados ajude a avaliar, além da efetividade do programa de T&D, a capacidade da equipe de treinamento e desenvolvimento de lidar com equipes maiores e em determinados espaços de tempo.

8. Tempo médio de treinamento por pessoa

Indica a média de tempo destinada ao treinamento de cada colaborador. Monitorar esse indicador ajuda na avaliação da efetividade do programa de T&D e na contabilização de quantas horas de trabalho foram destinadas para treinamentos por pessoa.

9. Média de temas por pessoa

A diversidade de treinamentos que cada colaborador participou influencia diretamente nas ações de melhoria que serão feitas no futuro. Por exemplo, se a equipe de T&D observar que o tema X gera mais engajamento entre os colaboradores do departamento A do que o tema Y, é natural que a equipe procure novas formas de abordar o tema Y, para que ele também se torne interessante para os colaboradores do departamento A.

10. Investimento total em T&D:

O programa de T&D ideal é aquele de baixo custo e bons resultados. A melhor forma de alcançá-lo é acompanhando de perto o valor destinado ao treinamento e desenvolvimento, sempre considerando os valores gastos com ferramentas úteis para a aplicação da trilha de aprendizagem, não apenas os custos com os treinamentos propriamente ditos.

E não é só isso! Medir o investimento permite que os gestores façam a comparação dos gastos em relação a treinamentos passados e ajuda a calcular o indicador de investimento em T&D por pessoa.

A tecnologia no monitoramento de indicadores de treinamento

Como você pode ver, existem vários indicadores de treinamento, cada um com seu foco em um ponto a ser considerado. Dependendo da necessidade da sua empresa, pode ser que os gestores precisem acompanhar muitos indicadores simultaneamente e tenham dificuldades para obter essas informações. Por isso, é tão comum o uso de softwares e outras ferramentas que auxiliam no monitoramento dos indicadores de treinamento.

O Twygo, além de ser uma plataforma EAD completamente personalizável, vem acompanhado de indicadores próprios que refletem a qualidade do treinamento aplicado, por meio de medidores de aprendizado, rendimento e opiniões dos alunos. Visite nossa página e, se quiser conhecer mais, faça um teste grátis da plataforma!

Plataforma EAD para Educação Corporativa

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *