Indicadores de gestão de pessoas

Assim como um termômetro, os indicadores servem como um diagnóstico que permite que a organização analise uma situação e tome ações para melhorá-la. Na gestão de pessoas a situação não poderia ser diferente. Se bem utilizados, os indicadores de gestão de pessoas podem ajudar a definir o sucesso e crescimento do negócio!

Para te ajudar nesse acompanhamento, listamos abaixo os principais indicadores de gestão de pessoas que devem ser acompanhados para um gerenciamento de capital humano eficiente:

5 indicadores de gestão de pessoas para acompanhar de perto

1 – Absenteísmo

O absenteísmo é a ausência do trabalhador em seu posto de trabalho. Além das faltas, no índice de absenteísmo também são considerados fatores como atrasos, saídas antecipadas, e outros motivos que faça a pessoa se ausentar de suas funções durante o período de jornada.

Para calcular o índice de absenteísmo em sua empresa, precisa primeiro entender qual a carga horária líquida total que deveria ser realizada. Desse modo, a fórmula ficaria a seguinte:

Índice de absenteísmo = nº de colaboradores x horas de trabalho por dia x total de dias trabalhados neste período

No final, divida o número de horas perdidas pelo número de horas de trabalho que a sua equipe deveria executar, multiplique por 100 (para transformar em %) e pronto. Você obterá o percentual de absenteísmo em sua empresa.

Índice de absenteísmo = (horas perdidas / horas totais) x 100

O valor de absenteísmo aponta a saúde organizacional. Números elevados mostram uma possível falta de qualidade no ambiente de trabalho, que impacta negativamente no clima organizacional. Por isso é importante os gestores estarem atentos a este número.

2 – Turnover

O turnover está relacionado à rotatividade dos colaboradores na empresa, ou seja, às entradas e saídas do quadro de colaboradores. Entre os fatores que devem ser avaliados estão o modo como a gestão de pessoas é feita, o clima organizacional, o perfil das vagas que estão em turnover e a situação do mercado.

O turnover deve ser evitado justamente porque custa caro. Além dos custos com as rescisões, devem ser levadas em consideração também o tempo investido com treinamentos e a abertura de novos processos seletivos. O alto giro de pessoas também pode resultar na perda do aprendizado contínuo e a perda de muitas informações em relação ao andamento dos processos da organização.

Para calcular o turnover, primeiro some a quantidade de colaboradores admitidos e demitidos e faça a divisão por dois para achar a média.

Turnover = (quantidade de colaboradores admitidos + quantidade de colaboradores demitidos no mesmo período) / 2

Depois, faça a divisão deste resultado pelo número total de funcionários e multiplique por 100.

Turnover = (resultado da divisão anterior / total de funcionários na empresa no início do período) x 100

Pronto, agora você já possui o valor percentual do turnover de sua empresa.

3 – Índice de reclamação trabalhista

Podemos dizer que entre os indicadores de gestão, esse é um dos mais alarmantes. Ainda mais no Brasil, um dos recordistas de ações trabalhistas no mundo. Esta taxa sinaliza problemas de gestão e possíveis desacordos com a legislação.

Para levantar esse índice devem ser contabilizados casos de atrasos nos pagamentos, recolhimento do INSS, FGTS, entre outros motivos parecidos. Identificar a situação é o primeiro passo para corrigir e evitar novas ações trabalhistas.

4 – Tempo para produtividade

O tempo para produtividade revela qual é o tempo médio para um novo funcionário alcançar uma produtividade satisfatória, contabilizando desde o seu primeiro dia. Esse indicador é essencial para analisar a efetividade do programa de integração de sua empresa.

Um outro aspecto que pode ser avaliado é a qualificação do seu processo de recrutamento, ou seja, se os perfis escolhidos realmente estão de acordo com as atividades que deverão ser desempenhadas.

Checklist de Processo de Integração de Colaborador

5 – Folha de ponto

O ponto dos colaboradores pode revelar não apenas um indicador importante, mas vários: horas extras, horas faltantes, banco de horas, escalas, entre outros. Esses números estão diretamente ligados à produtividade da equipe e ajudam a reduzir o percentual do índice acima.

Assim, o gestor consegue visualizar a capacidade operacional da empresa, possíveis sobrecargas e as melhores alocações da mão de obra disponível. Equipes bem distribuídas e equilibradas terão um melhor desempenho e retenção, melhorando também os indicadores citados acima.

Sistemas de controle de ponto online possibilitam essa rápida análise com dados atualizados em tempo real em poucos cliques e um baixo custo. Entre os líderes de mercado de gestão de jornada está a Pontomais.

Se sua empresa está buscando uma solução para automatizar as rotinas do dia a dia de RH para ter mais tempo de ser estratégico e analisar os indicadores de gestão de pessoas, podem testar a Pontomais por 14 dias grátis. Aproveite!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *