Gestão de treinamentos: aprenda a capacitar colaboradores online

Receba nossas novidades
Newsletter
Gestão de treinamentos

Se você trabalha com gestão de pessoas, provavelmente já teve de organizar treinamentos corporativos, certo? Então você sabe que para essas iniciativas darem certo, não basta planejar um evento e pronto, é preciso ter foco, planejar, mensurar os resultados… resumindo, ter uma boa gestão de treinamentos.  

Como sabemos que esse tema é muito importante, até porque sem treinamentos adequados nenhuma empresa cresce e melhora seu desempenho, nós fizemos esse post com tudo o que você precisa saber para gerenciar treinamentos de forma eficiente. 

Você pode ler o texto inteiro ou pular para o tópico que mais te interessa, confira: 

O que é gestão de treinamentos? 

Gestão de treinamentos é um conjunto de práticas que uma empresa adota para planejar, administrar, acompanhar e avaliar seus treinamentos corporativos. Isso ajuda a garantir que eles realmente gerem resultados positivos para a organização. 

Uma vez que os treinamentos são uma parte estratégica da empresa, faz sentido que muitas organizações tenham adotado a prática de fornecer constantemente treinamentos para os seus colaboradores e assim aumentar sua performance. No entanto, nem todo negócio consegue administrar esses treinamentos de forma eficiente.  

Nesse sentido, a gestão de pessoas tem um papel essencial, pois é o setor que vai administrar os treinamentos e garantir que eles atinjam os resultados esperados. Então, a gestão de treinamentos tem como objetivos: planejar, administrar, acompanhar e avaliar os treinamentos da empresa. 

Abaixo listamos quais os benefícios de se fazer uma boa gestão de treinamentos, confira: 

Importância de gerenciar treinamentos  

Garante resultados  

Quando existe uma cultura de administração cuidadosa dos treinamentos, a empresa garante que o investimento nessa área está gerando resultados para a organização.  

Feedbacks  

A gestão de treinamentos demanda que haja um acompanhamento das atividades e no final, que todos os envolvidos avaliem os treinamentos, com pontos positivos e negativos. Esse feedback é importante para guiar ações futuras da empresa na área de treinamento e desenvolvimento de pessoas.  

Aumento da produtividade 

Quando os colaboradores recebem os treinamentos adequados, passam a desempenhar suas funções de maneira mais prática, correta e em menos tempo.  

Retenção de talentos  

Sempre existe aquele colaborador talentoso, mas que tem dificuldade com a parte técnica do seu trabalho ou não produz tanto quanto poderia. Nesses casos, em vez de desligar esse colaborador, como algumas empresas fazem, investir em treinamentos é uma ótima opção para não perder um bom trabalhador.  

É uma solução perfeita porque você dá a chance de esse colaborador se desenvolver no trabalho e evita todos os gastos que uma demissão e um novo processo de admissão e onboarding geram. 

Melhora do clima organizacional 

Os treinamentos também ajudam a melhorar o clima organizacional de diversas maneiras. Os  treinamentos de líderes, por exemplo, os ajudam a conduzir suas equipes de forma menos conflituosa possível e gerando os resultados desejados.  

Por outro lado, treinamentos mais técnicos possibilitam que o colaborador melhore sua performance e assim, lide cada vez menos com reclamações e críticas ao seu desempenho e fique mais motivado para exercer suas atividades.  

Mais motivação e engajamento  

Quando um colaborador recebe treinamentos, seja na área comportamental ou técnica, ele aprende maneiras de melhorar a quantidade ou a qualidade do seu trabalho. Quando  consegue aplicar esses aprendizados na sua rotina produtiva e enxergar bons resultados, fica mais motivado a executar suas atividades.  

Além disso, quando ele percebe que seu trabalho está sendo bem feito e gerando valor para a organização, se sente útil e engajado com a empresa e seus objetivos estratégicos.  

E-book Como implantar práticas de treinamento e desenvolvimento na sua organização

Ficou com vontade de aprender a fazer uma gestão de treinamentos eficiente para a sua empresa? Então continue lendo o texto e confira como fazer em 5 passos. 

Como fazer gestão de treinamentos em 5 passos  

1) Diagnóstico 

Para planejar um treinamento corporativo é preciso, antes de tudo, identificar quais são as necessidades de aprendizado dos colaboradores. Isso pode ser feito por meio da análise de indicadores de desempenho, conversas com colaboradores, reuniões com os líderes, a ideia é investigar qual o problema para que você traga a solução adequada.  

Uma vez que você tem as necessidades diagnosticadas, fica mais fácil direcionar os treinamentos para cada colaborador e cada equipe dentro da empresa. 

2) Orçamento 

Depois de ter o diagnóstico, é hora de começar a planejar os treinamentos, e como qualquer projeto, temos que começar com o básico e o que define todo o resto da iniciativa: o orçamento.  

Nesse momento, você vai analisar junto aos gestores das equipes e o setor financeiro a viabilidade dos treinamentos, qual o melhor formato, quanto podem e desejam investir, quanto esperam ter de retorno etc.   

É verdade que o Retorno sobre o investimento (ROI) de um treinamento costuma ser muito alto, no entanto para que isso aconteça é preciso que a iniciativa seja bem planejada e esteja dentro das possibilidades financeiras da organização. 

3) Conteúdo  

É hora de planejar os treinamentos propriamente ditos. Aqui você vai decidir quando os treinamentos serão feitos, quem vai ministrar cada um deles, quais os assuntos, se vai ser presencial ou online etc.  

Leia nosso post sobre conteúdos de treinamentos e aprenda a utilizar a tecnologia para oferecer conteúdos dinâmicos! 

4) Implementação 

Nessa etapa você vai colocar tudo o que foi planejado em ação. Mas não pense que essa é a parte mais tranquila, para que o treinamento tenha sucesso é preciso que não apenas a gestão de pessoas, mas também todos os setores e a liderança da empresa se engajem e motivem os colaboradores a participar dos treinamentos e melhorar seu desempenho.  

Nesse sentido, você pode utilizar a comunicação interna da empresa para chamar atenção para os treinamentos, mostrar seus benefícios, divulgar incentivos para quem participar entre outras coisas. Enfim, é uma ótima opção de garantir que as pessoas vão “fazer bom uso” do treinamento ofertado. 

5) Avaliação 

Mesmo quando o treinamento acabou a gestão do treinamento continua ativa. Essa última etapa da gestão de treinamento é essencial por 2 motivos: mensurar os resultados dos colaboradores e ter um feedback do projeto. 

Neste momento, você vai avaliar o desempenho dos colaboradores nos treinamentos e verificar se eles estão aplicando o que aprenderam no seu dia a dia de trabalho. Para isso,  você pode lançar mão de autoavaliação do colaborador, avaliação do líder, consultar indicadores e analisar o andamento das atividades e tarefas que os colaboradores realizaram no treinamento.  

Além disso, esse momento é perfeito para feedbacks e para análise geral do que deu certo e do que deu errado na gestão dos treinamentos, assim, quando novas iniciativas vierem, você vai conseguir realizar treinamentos com maior eficiência.  

Esse foi o passo a passo de como gerenciar treinamentos de maneira tradicional, porém existe a possibilidade de fazer essa gestão de forma online, que traz uma série de facilidades para o time de gestão de pessoas.  

No próximo tópico vamos te explicar como fazer gestão de treinamentos online e mostrar os benefícios desse modelo. Continue lendo! 

Como fazer gestão de treinamentos online? 

Muitos treinamentos corporativos são feitos de forma presencial, no entanto o modelo online vem se mostrando bem vantajoso para as empresas por ser menos custoso, facilitar o controle dos treinamentos e oferecer autonomia de aprendizado.  

Nesse contexto, as plataformas EAD ou LMS (Learning Management System) são sistemas que reúnem todas as funcionalidades necessárias para se fazer uma gestão prática dos treinamentos.  

A verdade é que todo o passo a passo que te contamos acima vale para gerenciar treinamentos online, mas com essas plataformas esse processo é mais otimizado. Aqui vão sugestões de como utilizar as vantagens de plataformas LMS para gerenciar os treinamentos: 

Disponibilizar treinamentos online 

Com um sistema de aprendizado online, você não precisa se preocupar com locação de espaços, contratar palestrantes e organizar eventos de treinamento para os colaboradores. Você tem a possibilidade de disponibilizar diferentes mídias, como vídeos, apresentações, textos e questionários para que o colaborador possa se capacitar. 

Avaliar o desempenho nos treinamentos  

Você pode avaliar o progresso do colaborador nos treinamentos por meio de atividades realizadas e materiais visualizados. Assim, fica muito mais fácil perceber se ele realmente aprendeu os novos conceitos ou não, além de facilitar a visualização e comprovação das horas gastas com treinamentos.  

Motivar por meio de rankings  

Muitas dessas plataformas possuem rankings que oferecem visualizar os colaboradores que mais participam e pontuam nos treinamentos. Isso pode ser utilizado para oferecer recompensas e prêmios para os mais dedicados, o que estimula a competição saudável entre os colegas e os mantém mais motivados.  

Além desses recursos, plataformas EAD trazem diversos benefícios para a organização, olha só: 

Benefícios de uma plataforma EAD para treinamentos 

Autonomia do colaborador  

Se, numa situação presencial, um colaborador depende dos dias e horários certos para se dedicar ao treinamento, em uma plataforma de ensino online ele mesmo faz o seu cronograma.  

Já que no EAD não existe a pressão do tempo, o colaborador fica à vontade para se desenvolver no seu ritmo e com o auxílio de diversos tipos de materiais, os quais ele pode consultar sempre que precisar.  

Não depende de eventos 

No ambiente presencial, os treinamentos funcionam como eventos, sejam eles grandes, com vários palestrantes, um local alugado, brindes ou menores, aqueles dentro da própria empresa. Em qualquer das situações o evento vai demandar preparo dos palestrantes, reunião dos colaboradores e consequentemente pausa nas suas atividades.  

No modelo EAD, esses eventos não mais são necessários, os colaboradores podem escolher o horário mais conveniente para eles e se capacitarem de forma individual.  

Isso torna os treinamentos convenientes para todos, principalmente no caso de grandes corporações, que possuem diversas filiais distantes geograficamente, pois no modelo online é possível produzir e consumir os conteúdos de qualquer lugar do mundo.  

Facilita avaliação do colaborador  

As plataformas EAD facilitam a etapa de avaliação do colaborador ao final dos treinamentos. Em vez de a empresa investir no treinamento e esperar para perceber nos indicadores do mês a melhora da performance, ela pode simplesmente visualizar o desempenho do funcionário por meio da plataforma. 

Você consegue mensurar se ele abriu todos os conteúdos, quantas perguntas acertou dos questionários e quanto tempo levou. Assim, fica mais fácil perceber se ele é esforçado ou não, se está com dificuldades, entre outras coisas.  

Acho que você conseguiu perceber quão importante é fazer uma boa gestão de treinamentos e como o modelo online tem bastante a oferecer nesse sentido, não é mesmo?  

Twygo é uma plataforma EAD para treinamentos corporativos que dispõe de vários recursos para facilitar a gestão de treinamentos. 

Painel de indicadores, sistemas de fixação, gamificação e fóruns são algumas das principais funcionalidades do sistema. Se você quiser experimentar essa plataforma e conferir as soluções que ela traz para o programa de T&D da sua empresa, faça um teste grátis! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários
Show Buttons
Hide Buttons