Como montar um curso online

Há cada vez mais pessoas buscando conhecimento através de cursos online. Isso é um reflexo de uma sociedade que está percebendo as vantagens de estudar no conforto de casa e se aperfeiçoar para o mercado de trabalho, alinhando estudos e otimização do tempo. Se você tem algo a ensinar e quer apostar nessa tendência para ganhar dinheiro na Internet, aprenda como montar um curso online:

Nesse texto você vai ver:

Antes de realmente te ensinarmos como montar um curso online, veja por que essa é uma ótima forma de gerar renda pela Internet:

Por que Vender Cursos Online?

Há uma longa série de motivos para começar a empreender na Internet e vender cursos online, mas para começar elencamos os principais motivos abaixo:

Homeoffice

Esqueça as complicações do trânsito ou a difícil missão de conciliar mais de um local de trabalho. Vender cursos online permite que você trabalhe do conforto de casa, ou de qualquer outro lugar de sua preferência, sem precisar se preocupar com deslocamento. Tudo que você precisará é de um computador e uma boa conexão com a Internet.

Flexibilidade de horário

Não existe horário de trabalho específico ou a obrigatoriedade de exercer uma determinada carga horária durante o dia. Uma grande vantagem de vender cursos online (se não a maior) é a possibilidade de você poder definir sua própria escala de trabalho, decidindo quando é o melhor momento para se dedicar ao empreendimento.

Investimento inicial baixo

Vender cursos online é uma ótima maneira de lucrar porque não é necessário muito investimento inicialmente. Se você já tiver um computador e uma boa conexão com a Internet, tudo que você precisará contratar é uma Plataforma EAD para disponibilizar os conteúdos, divulgar as suas ofertas e estabelecer comunicação com seus estudantes, mas falaremos disso mais adiante!

Renda extra

Montar e vender um curso online não exige dedicação exclusiva. Você pode continuar a executar outras atividades remuneradas e ter esse empreendimento na Internet como uma forma de ganhar renda extra, não comprometendo sua rotina atual.

Quantidade de alunos

Ao contrário dos cursos presenciais, em que é preciso fechar uma turma inteira para que ele seja financeiramente viável, nos cursos online não existe essa dificuldade, afinal, você não terá muitos gastos e qualquer novo aluno significa uma nova oportunidade. Você pode, inclusive, aproveitar o tempo em que o seu curso estiver aberto para prospectar cada vez mais alunos, aumentando o engajamento com a sua proposta e gerando mais lucro.

Como montar um curso online

A possibilidade de poder trabalhar em casa e fazer seu próprio horário é uma das vantagens de vender cursos online.

Agora que você entendeu por que essa prática está tão em alta, aprenda definitivamente como montar um curso online e não fique de fora:

Como Montar um Curso Online

Podemos dividir toda parte sobre como montar um curso online entre o Planejamento e a Execução (afinal não adianta só montar e não pôr em prática, certo?). Por isso vamos começar com o Planejamento, que pode ser dividido em quatro passos:

Leia também  Como vender cursos online com poucos recursos?

1 – “O que eu tenho para ensinar?”

Essa é uma pergunta-chave para quem quer saber como montar um curso online. Para ensinar alguma coisa não é preciso contar apenas com saberes científicos ou formação acadêmica, também é possível ensinar através de alguma experiência muito bacana que você teve.

Depois de definir qual o conteúdo do seu curso, você também deve se perguntar qual o nível que você pode oferecer: iniciante, intermediário ou avançado?

2 – Concorrência

Não importa quão inovador seja o seu curso online, alguém já pensou em algo parecido em algum momento anterior. Por isso, não deixe de acompanhar a concorrência para saber o que está dando certo e o que não está. Assim como qualquer outro ramo de atividade, o seu empreendimento pode morrer na praia por causa de uma concorrência superior.

Uma ótima forma de perceber isso é através de sites que vendem cursos online ou sites específicos de cursos com uma certa temática. Por exemplo: Universidade Rock Content e Fundação Getúlio Vargas.

3 – Público

Para pensar qual linguagem utilizar e como preparar os conteúdos é preciso ter o seu público em mente! E para isso é preciso levar em conta características básicas desse público, como: idade, profissão e nível de escolaridade. Por exemplo: se você for falar para quem já tem um conhecimento técnico elevado, não vai precisar explicar conceitos básicos.

4 – Preparar o conteúdo

Agora que você já sabe o básico para começar a montar um curso online, é hora de planejar o conteúdo!

Poderíamos fazer um post enorme apenas sobre a importância de fazer uma boa curadoria de conteúdos para cursos online, mas vamos destacar o mais importante: é fundamental entender que você está produzindo conteúdo para ser lido online e que deva ser de fácil entendimento para quem está estudando, por isso garanta que ele seja didático, autoexplicativo e diversificado.

Para te ajudar preparamos uma lista com os melhores formatos de conteúdo para cursos online. Confira:

Videoaula

É a forma mais efetiva de transmitir um conteúdo online, afinal, você mesmo explicará o assunto para o estudante e ele poderá visualizar e ouvir tudo. Esse tipo de conteúdo auxilia muito quem tem memória visual para aprender. O melhor desse formato é que ele é fácil de ser produzido, precisa apenas de uma câmera e um software gratuito para edição.

e-Book

Um e-book (livro eletrônico) é a melhor forma de transmitir um conteúdo mais complexo, que exige mais leitura por parte do estudante. Se você considerar o livro muito grande, pode selecionar apenas alguns capítulos para a leitura. Há muitos e-books gratuitos disponíveis para download e você também pode criar seu próprio livro eletrônico.

Screencast

Formato de conteúdo que permite gravação de telas do computador, o screencast é muito útil na hora de ensinar algum procedimento na web ou o manuseio de algum software. Além disso, ele também pode ser usado para transmitir apresentações direto da tela do seu computador e muito mais. É uma espécie de videoaula em que não é necessário mostrar seu rosto.

Estamos quase concluindo nossa explicação completa sobre como montar um curso online, então vamos para a parte mais importante:

Leia também  Como gerar mais lucro para a sua empresa vendendo cursos online

Selecionar uma Plataforma EAD

Uma Plataforma EAD tem a missão de levar ensino-aprendizagem para outras pessoas por meio da Internet, na modalidade a distância. Como te contamos anteriormente, vender cursos online é uma tendência que está crescendo cada vez mais, por isso o mercado de Plataformas EAD também cresceu.

Você encontrará uma infinidade delas na Internet, mas para te ajudar a escolher aquela que mais se encaixa na sua necessidade, preparamos uma lista com algumas funcionalidades indispensáveis a uma plataforma EAD:

Controle financeiro: você receberá um volume muito grande de inscrições e, consequentemente, de pagamentos. Por isso é importante que a Plataforma tenha toda uma parte de controle financeiro para que você administre as entradas de pagamento.
Personalização: a maioria das Plataformas (mas nem todas) permite que o seu cliente personalize o espaço do curso com cores, ícone e uma URL própria, gerando uma repercussão da sua própria marca.
Não precisa de programação: toda a parte de personalização e demais alterações na plataforma podem ser feitas sem nenhuma programação, a alteração pode ser feita totalmente através de botões e alterações de texto.
Suporte para vários formatos de conteúdo: se você vai apostar em conteúdos diversos para chamar atenção dos seus alunos, aposte em uma plataforma que acompanhe o seu pensamento e que tenha suporte para vários formatos de conteúdo.

Plataforma escolhida? Hora de passar os conteúdos para a Internet e começar a divulgar seu curso online:

Como Divulgar um Curso Online

Se o seu curso está na Internet, nada mais natural do que divulgá-lo por lá também, certo? Para isso você vai precisar entender alguns princípios básicos do Marketing DIgital e definir quem é o público interessado no seu curso.

Essa definição pode ser feita através de Persona ou Público-alvo, dependendo do tipo de curso:

  • Público-alvo é um grupo de pessoas que compartilham das mesmas características.
  • Persona é uma pessoa fictícia com características particulares.

E quando usamos cada um deles?

Público-alvo deve ser usado quando os consumidores do seu curso possuem características similares, ou seja, é possível segmenta-los. Por exemplo: um curso de Gestão Escolar. Interessados nesse curso serão pessoas envolvidas com educação escolar, prontas para assumir uma posição de gestor dentro da instituição.

Persona deve ser usada quando a única coisa que liga seus clientes é o interesse pelo seu curso. Por exemplo: um curso de Inglês. Muitas vezes não há como segmentar esse público por idade, dados demográficos ou qualquer outra característica, várias pessoas podem se interessar em aprender um novo idioma.

RESUMINDO…
publico-alvo-vs-persona

 

Definiu Persona ou Público-alvo? Hora de começar a divulgação. Para isso selecionamos algumas ferramentas de Marketing Digital que podem te ajudar nesse processo:

Facebook

Redes sociais: segundo dados do portal Tecmundo, 42% das pessoas ao redor do mundo utilizam as redes sociais. Então nada melhor do que divulgar seu curso de forma gratuita e eficaz por lá também, certo? Para isso aposte em duas das redes sociais que mais estão em alta: Facebook e Instagram. Se o seu curso tiver um conteúdo mais profissionalizante aposte também no LinkedIn.

Leia também  Como prospectar alunos com uma plataforma EAD

 

GoogleGoogle: para onde as pessoas vão quando têm alguma dúvida ou algum problema? Para o Google, é claro! Então é bom que elas encontrem você. Para isso você pode otimizar textos para aparecer nas buscas orgânicas ou investir em anúncios CPC (custo por clique). Existe um mundo de técnicas e dicas para fazer o seu curso aparecer no Google, mas podemos adiantar que é umas das mídias que mais geram retorno no mundo do Marketing Digital.

E-mailE-mail marketing: forme um mailing de interessados como uma forma de chegar mais perto das pessoas (sempre pensando na persona ou público-alvo). Por isso capture e-mails de forma orgânica e certifique-se de que as pessoas que estão recebendo os e-mails realmente estão interessadas nesse tipo de conteúdo.

Resultados

Inscrições abertas e curso divulgado? É o momento de monitorar o desempenho dos seus alunos. Para isso aplique pequenos testes de compreensão e acompanhe tudo pela Plataforma EAD (desde as notas até o progresso de cada um no curso).

Outro ponto fundamental é entregar um certificado online para quem concluir o curso. É muito importante que a Plataforma EAD de sua escolha faça isso automaticamente.

Agora que você já sabe como montar um curso online e pode colocar em prática tudo isso, esteja preparado também para algumas dificuldades que podem surgir:

Dificuldades que podem ser encontradas ao ofertar um curso online

Taxa de evasão de alunos

Um dos grandes problemas apontados por quem já oferece cursos online é a alta taxa de evasão de alunos. Estudar online exige disciplina, organização e muita autonomia. Por isso, é comum ter vários alunos matriculados, mas muitos desistentes pelo caminho.

Para driblar essa situação é fundamental oferecer um curso diversificado, com conteúdos criativos. Além disso, não deixe de ouvir o seu aluno para saber quais são suas dificuldades e como você pode ajudá-lo a contorná-las.

Falta de inovação

Há uma crescente necessidade de inovação nos cursos online e isso justifica-se porque ainda há muitos instrutores que colocam conteúdos na plataforma EAD, mas não fazem o acompanhamento desse conteúdo periodicamente para verificar se ele está ultrapassado ou se esse contéudo ainda atende as necessidades dos alunos.

Por isso é importante verificar a validade do seu curso de tempo em tempo e, se surgir alguma pauta nova e interessante, inserir na sua grade.

Falta de comunicação

Estar totalmente online não precisa significar que haverá uma falta de comunicação entre os participantes do seu curso, pelo contrário: é nesse tipo de modalidade de ensino que deve haver comunicação entre as partes envolvidas, para trocar informações e alinhar a aprendizagem.

Para garantir que isso aconteça você deve contar com uma Plataforma EAD que tenha espaços para discussão e comunicação como fóruns, por exemplo. Esses espaços para discussão também servem para aumentar o diálogo entre professor e aluno.

Agora que você já sabe como montar um curso online, vamos à prática! O Twygo – Plataforma EAD, permite que você estabeleça comunicação com seus alunos e ainda tem todas as funcionalidades necessárias para hospedar e vender seus cursos online. Teste gratuitamente!

Plataforma EAD para Cursos Online saiba mais v02

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *