Capacidade Absortiva: 5 dicas infalíveis para gerar mudança por meio do conhecimento

Receba nossas novidades
Newsletter
Capacidade absortiva

Conhecimento é a alavanca para a inovação. É por isso que as empresas percebem cada vez mais a necessidade de absorver e aplicar conhecimento para se manterem competitivas no mercado. Chamamos essa habilidade de capacidade absortiva.

Se você quer saber como melhorar a capacidade absortiva da sua empresa, está no lugar certo! Nesse texto, separamos 5 dicas para revolucionar a sua empresa por meio do conhecimento. Siga a leitura para saber tudo sobre esse assunto!

O que é capacidade absortiva?

Capacidade absortiva é a capacidade que uma empresa possui de absorver, transformar e aplicar novos conhecimentos de origem externa.

Essa ideia foi desenvolvida por Cohen e Levinthal em 1989, através da publicação de um artigo intitulado “Innovation and Learning: the two faces of R&D”. O primeiro modelo proposto pelos autores consiste em:

  1. Reconhecimento do valor da informação
  2. Assimilação
  3. Aplicação do conhecimento para gerar inovação

Diversos modelos foram desenvolvidos por diferentes autores. Contudo, todos eles tratam da capacidade de uma empresa de reconhecer o valor de um conhecimento, ser capaz de absorvê-lo e aplicá-lo de modo a gerar inovação.

Ou seja, capacidade absortiva está diretamente ligada a capacidade de inovar, que, por sua vez, está ligada ao aumento da competitividade da empresa no mercado. Mas, você exatamente o que significa inovação?

Inovação: conceito

Ao longo dos anos, diversos autores definiram o conceito de inovação de formas bem profundas. Em alguns casos, fica até difícil de entender exatamente do que se trata. Algumas definições chegam a assustar os gestores, pois descrevem inovação de forma tão complexa que os leva à impressão de que jamais serão capazes de inovar.

Contudo, os especialistas da Euax Consulting construíram um conceito muito sucinto e fácil de entender, por isso vamos utilizá-lo aqui: inovação é algo diferente que aumenta a performance.

Essa definição expressa muito bem aquilo que muitos não percebem: inovação não está atrelada a produto, como alguns pensam. Você pode inovar nos processos, no modelo organizacional, na marca, nas formas de buscar dinheiro etc.

Além disso, esse conceito mostra que inovação não é o mesmo que invenção. Uma invenção é algo que não vai para o consumidor, pois fica com seu inventor, seja para escrever teses ou ganhar reconhecimento. Além disso, inovação não precisa necessariamente ser algo novo, já que pode ser uma ideia adaptada.

Mas, principalmente, inovação precisa gerar retorno! Caso o retorno financeiro não vier, a inovação fracassou.

Quando falamos de capacidade absortiva para gerar inovação, tenha isso em mente: inovação é algo diferente que aumenta a performance.

Dimensões da capacidade absortiva

Os autores Zahra e George dividem a capacidade absortiva em 4 dimensões, e esse modelo é amplamente aceito. São as seguintes:

  • Aquisição: trata-se da capacidade de obter conhecimento externo. Essa dimensão inclui os mecanismos e processos de busca de informação e as fontes de conhecimento;
  • Assimilação: compreende o processo de análise e interpretação das informações obtidas;
  • Transformação: trata-se da capacidade de refinar ou reformular o conhecimento adquirido, combinando-o com o conhecimento já existente na empresa. Ou seja, há a aplicação da experiência dos colaboradores para criar novas ideias e reconhecer novas oportunidades;
  • Exploração: aqui, estamos falando da incorporação e aplicação do conhecimento. O resultado são mudanças, inovação e aprimoramento dos processos.

Até aqui já deu para entender como funciona a capacidade absortiva, certo? Porém, surge uma questão: como ela pode ajudar uma empresa? Possuir alta capacidade absortiva traz uma série de benefícios à organização. Vamos ver quais são eles?

Benefícios da alta capacidade absortiva

Acelera a inovação

A aquisição de conhecimento é a chave para a inovação. Quando novas informações são absorvidas e combinadas com o conhecimento que a organização já possui, abrem-se as portas para o surgimento de ideias inovadoras, melhorias nos processos e novas formas de fazer acontecer.

Em contrapartida, quando uma empresa não possui capacidade absortiva, é como se ela se fechasse em si mesma, dificultando a inovação.

Aumenta a competitividade da organização

Inovação é sinônimo de competitividade. Mesmo em mercados extremamente turbulentos, empresas inovadoras são capazes de se diferenciar dos concorrentes, oferecendo soluções únicas. Hoje, empresas que não inovam ficam para trás.

Ajuda a manter a relevância do negócio

Vivemos em um mundo marcado pelas mudanças constantes. Novas tecnologias, metodologias e tendências surgem o tempo todo, e é somente por meio da alta capacidade absortiva que uma empresa é capaz de acompanhar as mudanças e se manter relevante.

Cria um processo de melhoria constante

Nada é tão bom que não possa melhorar, certo? Quando uma empresa possui alta capacidade absortiva, ela cria um movimento de melhoria contínua graças as novas informações e insights obtidos constantemente.

Aumenta o capital intelectual

Muitas empresas veem seu valor de mercado aumentar graças ao capital intelectual. Ele é formado pelos recursos humanos, pelos processos, sistemas, e principalmente pelo conhecimento contido em tais recursos. Esse conhecimento, se bem gerenciado e aplicado, gera valor financeiro para a organização e ajuda no desenvolvimento da empresa.

Viu como a capacidade absortiva é importante nas organizações? Confira então as 5 dicas que separamos para você realmente explorar a capacidade absortiva da sua empresa. Veja:

5 dicas para melhorar a capacidade absortiva na sua organização

1. Faça gestão do conhecimento

Gestão do conhecimento é um conjunto de práticas que uma empresa adota para criar, gerenciar e transferir conhecimento entre os colaboradores, promovendo o compartilhamento do conhecimento para que ele não fique concentrado em um único profissional.

Gestão do conhecimento é fundamental para aumentar a capacidade absortiva da organização, pois é por meio disso que a empresa será capaz de gerenciar, distribuir internamente e aplicar os conhecimentos adquiridos do mercado, tornando o processo mais eficaz.

É fundamental garantir que o conhecimento adquirido externamente seja repassado e aplicado. Caso contrário, a empresa não está de fato internalizando esse conhecimento. Uma empresa que não investe em gestão de conhecimento não possui alta capacidade absortiva, pois o conhecimento adquirido externamente pode ficar contido em alguns poucos profissionais, logo, esse conhecimento será mal aproveitado.

2. Compra de cérebros

Essa prática é relativamente comum entre empresas muito grandes. Isso ocorre quando uma empresa adquire a outra não por ter interesse no negócio, mas no know-how interno que a outra possui.

Ou seja, a organização compradora não tem interesse em manter o nome da adquirida no mercado, mas sim nos profissionais altamente qualificados e nas técnicas desenvolvidas por ela. É como se ela “comprasse o cérebro” da outra empresa, por assim dizer.

3. Colete feedbacks dos clientes

Feedbacks dos clientes são uma ótima forma de absorver novos conhecimentos e melhorar os processos. Além de sugestões de melhoria, quem não fechou com você pode explicar os motivos pelos quais fechou com seu concorrente, permitindo um “benchmark indireto”, por assim dizer.

4. Utilize fontes científicas e de mercado

Há duas fontes principais de conhecimento que podem ser utilizadas pela sua empresa: fontes científicas (materiais provenientes de universidades, congressos, pesquisas científicas etc.) e fontes de mercado (concorrentes, clientes, eventos de mercado etc.).

É fundamental que a sua empresa saiba absorver conteúdo de ambas as fontes. Referências no mercado podem ter muito a contribuir para o desenvolvimento da sua organização, assim como a academia.

5. Utilize referências externas para construir conhecimento interno

Quando falamos de capacidade absortiva, não se trata apenas de absorver conhecimento externo, mas ser capaz de transformá-lo internamente para gerar novos insights e adaptá-lo ao contexto da sua organização. Isso exige compartilhamento de ideias, abertura a inciativas e insights vindos dos colaboradores, discussão e abertura à inovação.

E então, gostou das dicas? Agora, você está pronto para melhorar a capacidade absortiva da sua empresa e gerar inovação!

Vale lembrar que, se antes as mudanças eram lentas, hoje em dia elas podem acontecer em um piscar de olhos. Por isso, a mudança organizacional é um dos principais desafios do RH. É nesse contexto que os profissionais precisam criar uma estratégia ágil e forte para acompanhar o ritmo em que vivemos.

Uma dessas estratégias é o desenvolvimento de pessoas! Preparamos um webinar com um material exclusivo que mostra como o desenvolvimento das pessoas acelera as mudanças organizacionais. Clique no banner abaixo e assista agora!

acelerar-mudanças-organizacionais-com-desenvolvimento-de-pessoas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários
Show Buttons
Hide Buttons