Autodesenvolvimento: 3 dicas para incentivar protagonistas da própria carreira

Receba nossas novidades
Newsletter
Autodesenvolvimento

Hoje em dia os profissionais estão cada vez mais informados e conscientes da importância de sua atuação e capacitação dentro das empresas. Quando perceberam isso, as organizações passaram a traçar estratégias junto do RH para administrar e incentivar o potencial dos colaboradores. A melhor forma de fazer isto foi através do autodesenvolvimento!

O autodesenvolvimento permite que as pessoas sejam protagonistas do próprio crescimento. Assim, a construção das competências acontece de forma inversa: os colaboradores decidem o que querem aprender e desenvolver (autonomia que gera mais engajamento e resultados). E as organizações atuam de forma mais passiva, oferecendo suporte e apoio na jornada de capacitação.

Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura. Neste post vamos contar tudo o que você precisa saber, dispor 3 dicas para incentivar o autodesenvolvimento e explicar o que a aliança com a aprendizagem adaptativa pode trazer de bom para o RH.

O que é autodesenvolvimento?

O autodesenvolvimento se refere à responsabilidade e vontade própria de cada colaborador para desenvolver sua carreira e capacidade profissional. Ou seja, este termo denomina o ato de assumir as rédeas do próprio crescimento profissional.

A ideia do autodesenvolvimento é não esperar que a empresa seja a única responsável pela carreira do profissional. Imagine um funcionário que estuda, busca certificações e traz conhecimento ao time. Além de se tornar visível para a empresa, ele se destaca como profissional no mercado.

Com o tempo, as organizações passaram a ver pessoas como seres dotados de personalidades próprias, diferentes entre si e possuidores de conhecimentos, habilidades, destrezas e capacidades indispensáveis à gestão dos recursos organizacionais. Ou seja, passaram a ver pessoas como pessoas e não como meros recursos. Esta constatação foi destacada por Chiavenato, atuante na área de recursos humanos. Seus livros são utilizados por administradores em todo Brasil.

acelerar-mudanças-organizacionais-com-desenvolvimento-de-pessoas

Depois disso, os colaboradores começaram a perceber a importância que determinadas habilidades têm para a empresa. Assim, a busca por qualificações que as destacam no mercado de trabalho vem crescendo progressivamente. É assim que os profissionais ganharam cada vez mais chance de ingressar em cargos e atividades que trazem maior realização profissional, com um objetivo para crescer.

Quando as empresas perceberam esta potencialidade e abriram caminho para o crescimento dos colaboradores, eles passaram a assumir a responsabilidade por seu desenvolvimento e evolução nos cargos.

Como constatou Drucker, considerado o pai da administração ou gestão moderna, este processo é o que hoje compõe o principal diferencial competitivo dos profissionais, pois as pessoas em geral crescem de acordo com as exigências que fazem de si mesmos, ou de acordo com o que consideram ser a realização e o talento. Se exigirem bastante de si, atingirão uma estatura gigantesca.

Entendeu melhor do que se trata o autodesenvolvimento? Vamos continuar a leitura para conhecer os benefícios.

Quais os benefícios da capacitação através do autodesenvolvimento?

Engajamento e valor na rotina de trabalho

Os colaboradores com a postura de protagonista em sua carreira são muito mais engajados no dia a dia e comprometidos com desafios e resultados.

O conhecimento adquirido com o autodesenvolvimento pode ser usado na rotina de trabalho, este fator traz um ótimo resultado e agrega valor às entregas. Além disso, a carreira do profissional será mais promissora.

Destaque no mercado

A concorrência no mercado é muito ampla, as empresas que contam com uma equipe focada em seu autodesenvolvimento certamente são diferenciadas. Sabe por quê?

Estas empresas têm equipes dispostas a responderem de maneira ágil às mudanças e adaptações do mercado, pois sempre estão em busca de se capacitar. Por isso, são pessoas mais propensas a superarem os desafios e conquistarem o sucesso. Este estilo de equipe eleva a empresa a outro patamar.

Equipes focadas

Além da melhor capacidade de adaptação, o autodesenvolvimento auxilia as pessoas a terem mais foco. Elas sabem que o sucesso de suas carreiras está em suas próprias mãos.

Mas é importante estar atento, porque para alcançar melhores resultados com o autodesenvolvimento, é preciso que tanto os profissionais quanto a empresa estejam dispostos a evoluir com novas capacitações.

O mercado traz novidades continuamente e tem uma grande quantidade de áreas para desenvolver. Em meio a isso, o gestor pode ser uma figura de incentivo e um guia.

3 dicas para incentivar o autodesenvolvimento

Monte trilhas de aprendizado

Uma boa maneira de guiar os colaboradores é montando trilhas de aprendizado de acordo com cada perfil. As trilhas podem ser consideradas uma determinada sequência de conteúdo.

É possível montar as trilhas de forma colaborativa. Assim, pessoas de várias áreas podem acompanhar ativamente e contribuir com opiniões e sugestões.

Guie o colaborador até conteúdos que agreguem e sejam de interesse

Para começar, encontre habilidades que poderiam contribuir na rotina de trabalho do colaborador ou que ele poderia melhorar. Depois disso, apresente as trilhas montadas e mostre boas opções condizentes com cada um.

Desta forma o colaborador será guiado conforme seu perfil, com a chance de escolher algo de seu interesse e que agregue valor em sua carreira.

Disponibilize a capacitação em pequenas doses

Uma boa dica para pôr em prática um bom trajeto de aprendizagem é liberar parcialmente e progressivamente os conteúdos, pois a absorção será muito melhor do que seria com uma grande quantidade de conhecimento para absorver de uma vez.

Ou seja, a melhor maneira de absorver 100% dos conteúdos é consumi-los em doses, essas são as chamadas pílulas do conhecimento ou microlearning, dependendo da forma que elas são distribuídos.

Agora que sabe como aplicar, vamos mostrar de que forma a metodologia da aprendizagem adaptativa facilita gerenciar times com autodesenvolvimento.

A aprendizagem adaptativa aliada do autodesenvolvimento

Ao falar de autodesenvolvimento, é importante trabalhar com a aprendizagem adaptativa ao seu favor.

A aprendizagem adaptativa é a forma de ensino que permite que o colaborador busque conhecimento através do seu próprio estilo de estudo, melhor forma de aprender, gostos e desejos. Ou seja, ao invés de aprender da forma tradicional e tentar colocar todos na mesma trilha, esta metodologia permite que o aluno seja protagonista e escolha seu próprio trajeto de estudo.

Como a aprendizagem adaptativa ajuda no autodesenvolvimento?

Cada indivíduo tem um pacote de conhecimento, esta metodologia impede que o colaborador estude outra vez o que já sabe e abre caminho para estudar o que realmente vai agregar.

O autodesenvolvimento através da aprendizagem adaptativa dá destaque dentro da corporação, pois adaptando o desenvolvimento profissional ao nosso gosto e estilo de aprender, fica fácil adquirir e evoluir habilidades em meio a tantos treinamentos.

A motivação do colaborador tem um grande papel no autodesenvolvimento e é reforçada na aprendizagem adaptativa. Ao se deparar com conteúdo que realmente desperta o interesse individual da pessoa, haverá o real consumo e estudo agregado ao perfil profissional.

Mas, não esqueça que mesmo sendo protagonista do próprio desenvolvimento, é importante ter o apoio dos gestores. Uma boa dica é trabalhar com plataformas que guiem o colaborador até o conteúdo certo.

Este pode ser um grande diferencial, além de impedir o uso de tempo desnecessário, uma boa plataforma facilita o trabalho que o gestor leva para guiar o profissional. Assim, o colaborador consegue receber o melhor conteúdo para se desenvolver e assume o papel de protagonista no próprio desenvolvimento.

Continue a leitura para entender melhor como as ferramentas entram para ajudar no autodesenvolvimento.

Como as ferramentas online se relacionam com a aprendizagem adaptativa e o autodesenvolvimento?

Cada indivíduo é único e possui sua própria maneira de aprender. A aprendizagem adaptativa possibilita que o colaborador ou aluno escolha a melhor hora para estudar. As ferramentas online de aprendizagem adaptativa disponibilizam a flexibilidade que esta metodologia busca e uma maior proximidade entre aluno e instrutor.

Plataforma-EAD-para-Educação-Corporativa-demonstração-1

Além disso, as ferramentas dispõem o feedback contínuo do andamento das capacitações para as universidades corporativas ou para o RH, quando são os responsáveis pelos treinamentos. Elas também permitem observar pontos possíveis de melhorar e pontos que já estão ótimos em cada colaborador. A partir destes dados é mais fácil tomar decisões e fazer análises.

Quais ferramentas podem ser usadas para o autodesenvolvimento contínuo?

As ferramentas de gestão do conhecimento que permitem continuamente acompanhar e dar suporte ao autodesenvolvimento dos colaboradores.

Nessas plataformas é possível acessar conteúdo de qualquer lugar e a todo momento, desta forma o indivíduo pode adaptar facilmente seu dia para estudar quando lhe convém e por quanto tempo for possível.

Por exemplo: hoje, João terá 30 minutos de intervalo disponíveis entre duas reuniões. Amanhã, terá 4 horas livres. Nas duas situações ele pode tirar proveito de sua capacitação.

Tais ferramentas facilitam o trabalho do gestor, pois podem mostrar o progresso do colaborador e dispensam a necessidade de perguntar ou acompanhar diretamente com a pessoa.

Além disso, hoje em dia já podemos dizer que existe a “Netflix” da universidade corporativa. O conceito de autodesenvolvimento defende muito o uso de tempo, que seria desperdiçado, para assistir vídeos, fazer simulações e testes armazenados dentro das plataformas de capacitação da empresa.

Gostou de tudo que o autodesenvolvimento pode trazer para sua organização? Não pare por aí, ainda existem muitos recursos que podem facilitar a vida do RH. Um destes recursos são os softwares de RH para melhorar a gestão de equipes da sua empresa. Não deixe de ler nosso texto completo sobre esse tema!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários
Show Buttons
Hide Buttons