Logar
Evento
/

Aperfeiçoamento da Auditoria Interna

Aperfeiçoamento da Auditoria Interna

Banner - Aperfeiçoamento da Auditoria Interna
Mostrar
  • De 08/08 às 08:30 até: 10/08 às 18:00
  • SGAS Qd. 910 - Bl. A Sl. 207 Mix Park - Brasília/Distrito Federal - Brasil

Descrição

Carga horária: 24 horas

 

Questões Relevantes a Serem Tratadas:

1. O que é o Instituto de Auditores Internos Global?
2. No que consiste a Estrutura Internacional de Práticas Profissionais (ou International Professional Practices Framework – IPPF)?
3. Qual deve ser papel da auditoria interna (AI) na organização?
4. Qual a importância de um código de ética?
5. O que é e qual a importância do estatuto da auditoria interna?
6. Como proceder diante prejuízos à independência e à objetividade na execução de atividades de auditoria interna?
7. Que competências deve ter um auditor interno? E a unidade de auditoria interna?
8. O que um auditor interno deve conhecer de tecnologia da informação?
9. É possível terceirizar atividades de auditoria interna?
10. Por que é necessário gerir a qualidade na atividade de auditoria interna?
11. Como gerenciar de forma eficiente uma unidade de auditoria interna?
12. Quais frameworks para governança e gestão de riscos podem ser utilizados pela AI?
13. Como se desenvolve um trabalho de auditoria interna de qualidade?
14. Quais os três objetivos da supervisão dos trabalhos de auditoria?
15. O que é e qual a importância do monitoramento?
16. O que é um processo de auto-avaliação de controles (Control-Self Assessment - CSA)?
17. O que é auditoria contínua?
18. Como funcionam os processos de certificação profissional e da unidade de auditoria interna?
 
 

Resumo do conteúdo programático:

1. Contextualização

2. Introdução ao IPPF

2.1. Definição de Auditoria Interna

2.2. Elementos do IPPF

2.3. A importância do Código de ética

3. Controle interno versus auditoria interna

4. Atributos de uma auditoria interna efetiva

4.1. Propósito, Autoridade e Responsabilidade

4.2. Independência e Objetividade

4.3. Proficiência e Zelo Profissional Devido

4.4. Programa de Garantia de Qualidade e Melhoria

5. Padrões de desempenho de uma auditoria interna efetiva

5.1. Gerenciamento da Atividade de Auditoria Interna

5.2. Natureza do Trabalho

5.2.1. Governança

5.2.2. Gerenciamento de Riscos

5.2.3. Controle

5.3. Planejamento do Trabalho de Auditoria

5.4. Execução do Trabalho de Auditoria

5.5. Comunicação dos Resultados

5.6. Um método para realizar auditorias

5.7. Monitoramento do Progresso

5.8. Decisão quanto a Aceitação de Riscos por parte da Alta Administração

6. Tópicos complementares

6.1. Abordagens complementares para auditoria de TI (Introdução)

6.2. Control-Self Assessment (CSA)

6.3. Ferramentas TAAC

6.4. Auditoria contínua

6.5. Certificação profissional

 

Apresentação:

“A auditoria interna é uma atividade independente e objetiva de avaliação (assurance) e de consultoria, desenhada para adicionar valor e melhorar as operações de uma organização”. Com esta definição o Instituto de Auditores Internos Global (The Institute of Internal Auditors - IIA), associação mundial de profissionais de auditoria interna, apresenta o conceito que deve orientar o funcionamento da atividade de auditoria interna (AI) nas organizações, sejam elas privadas ou públicas.

Baseado nas melhores práticas mundiais, o IIA estabeleceu um marco de referência denominado Estrutura Internacional de Práticas Profissionais (International Professional Practices Framework - IPPF), contendo orientações para que a atividade de auditoria interna (AI) seja efetiva.

Os numerosos marcos regulatórios e a necessidade de atingir os objetivos da organização aumentam a importância da atividade de auditoria interna. No mesmo sentido, a crescente demanda por estruturas de governança corporativa torna imperiosa a utilização desse instrumento (auditoria interna) como apoio na implantação dessas estruturas.

Neste contexto, orientar o funcionamento da atividade de auditoria interna com base no IPPF é fator crítico de sucesso para que a AI agregue valor ao negócio da organização, deixando de ser vista como centro de custo, e passando a ser vista como um parceiro da administração na consecução de seus objetivos.

Além da definição de auditoria interna, o IPPF contém orientações acerca do código de ética que deve ser aplicado à AI, das características das organizações e dos indivíduos que executam a atividade de auditoria interna. O IPPF também descreve a natureza da atividade de auditoria interna e sugere critérios de qualidade contra os quais o desempenho desses serviços pode ser avaliado. Outros três que completam o marco de referência que deve nortear o funcionamento das AI que pretendem ser efetivas.

Cabe registrar ainda que AI aderentes ao IPPF podem submeter-se a avaliações externas e obter a certificação de qualidade “Quality  Assurance Review”,  concedida  pelo  IIA. Essa certificação assegura que a Unidade de Auditoria Interna trabalha de acordo com os padrões internacionais para a prática da profissão (IPPF) e contribui com os processos de gestão de riscos e controles da organização.

 

Público alvo:

Gerentes de auditoria e auditores, conselheiros de administração que atuam no comitê de auditoria.

 

Professor:

Carlos Renato Araujo Braga
Auditor Federal de Controle Externo do TCU desde 2003. Ocupa a função de diretor na Secretaria de Fiscalização de Tecnologia da Informação do Tribunal de Contas da União (Sefti/TCU). É graduado em Engenharia de Computação pelo Instituto Militar de Engenharia (1988-1992), especialista em Contabilidade e Orçamento Público pela Universidade de Brasília (2006-2007) e especialização em Capacitación de Adultos pela IDI/Olacefs. Possui as certificações CISA® (Certified Information Systems Auditor), CIA® (Certified Internal Auditor) e CGAP® (Certified Goverment Auditor Professional). É instrutor do Instituto Serzedello Correa do TCU desde 2006. Larga experiência em treinamentos na área de controle e auditoria de TI. Conferencista nos principais Congressos Nacionais e Latino-Americanos na área de controle e auditoria de TI. Artigos publicados na revista do TCU. É diretor de educação do Capítulo ISACA® Brasília.
 

 

Investimento necessário:

Confirme sua inscrição com até 15 (quinze) dias de antecedência da realização do evento e pague o valor promocional de R$ 1.850,00. Após este prazo o valor será de R$ 2.190,00.

PARA CADA 4 (QUATRO) INSCRIÇÕES DE UM MESMO ÓRGÃO, VINCULADAS À MESMA FONTE PAGADORA, SERÁ DISPONIBILIZADA A 5ª INSCRIÇÃO COMO CORTESIA.

Incluso:
coffe-break, material de apoio (bloco de anotações, caneta, pastas) e certificado de participação.

 


Horários: das 8:30 hrs. às 12:30 hrs. e das 14:00 hrs. às 18:00 hrs.

Local de realização: O local de realização do evento será confirmado até 10 dias antes do mesmo, assim como a confirmação do evento.

 

Cancelamento e substituição do curso:

O cancelamento das inscrições poderá ser efetuado até 7 (sete dias) úteis anteriores à data de início do evento. A substituição do participante poderá ser realizada até o dia anterior ao início do curso.

Ler mais

Localização

Programação

Este evento não possui atividades no momento.

Planta do Evento

A planta do evento não está disponível.

Contato

Preencha os campos abaixo para enviar e-mail ao organizador.

Campos Obrigatórios
Campos Obrigatórios
Ao se cadastrar, você concorda com nossos Termos de uso.
Ajaxloader

Compartilhar evento por e-mail


Para continuar, faça login ou cadastre-se.

Recomende este evento para sua rede.

Selecione os usuários que deseja recomendar este evento.